Compartilhe:

Jornalismo

Com as eleições em outubro, as discussões políticas estarão mais presentes na vida dos alunos. Por meio das propagandas partidárias ou das conversas entre familiares, eles vão notar que a sociedade como um todo está se mobilizando para comparecer às urnas. Essa pode ser uma grande oportunidade para que o debate político também esteja presente nas aulas de História.

"É fundamental que os estudantes se preparem para exercer o direito ao voto. Eles têm de conhecer o sistema político do país para que possam ajudar a construí-lo nas eleições?", afirma Marcos Francisco Napolitano de Eugênio, doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Cabe a você, professor, convidá-los a refletir sobre como as escolhas individuais no processo eleitoral repercutem na vivência coletiva e colocá-los como protagonistas.

Uma abordagem interessante é estudar as origens do sistema político atual e ajudar a moçada a compreender o que compete a cada esfera de poder (Executivo, Legislativo e Judiciário) e a cada ente federativo (União, estados e municípios). ?A política brasileira tem como base os preceitos iluministas. É importante que a sala entenda isso e saiba de onde vêm as questões que permeiam o nosso dia a dia?, defende Laís Alves Sanchez, mestranda em História Social pela USP. Falar sobre esses temas tendo como base uma questão atual, as eleições, possibilita maior aproximação da turma com o objeto de estudo e facilita a compreensão. A proposta contribui, também, para trazer à escola as discussões sobre o escopo de trabalho dos diferentes cargos políticos, tema nem sempre debatido a fundo. 
Aproveite o plano de aula e o pôster a seguir para levar o assunto à classe.

O plano de aula está disponível aqui.

 

continuar lendo