Seções | Incivilidade | E agora, Telma?

Um aluno de 7 anos furta materiais de colegas e docentes. O que fazer?

Telma Vinha responde a dúvidas sobre comportamento

POR:
NOVA ESCOLA
Telma Vinha,

Telma Vinha,
professora de Psicologia Educacional da Universidade Federal de Campinas (Unicamp)

Pergunta enviada por Cristiele da Silva, Estrela do Sul, MG

A criança dessa idade é impulsiva e não entende o significado social do furto, ainda mais de coisas de pouco valor, como uma borracha. Por vezes, pega algo e não sabe como devolver. Diante disso, tendemos a usar ameaças para que o objeto seja restituído, além de punições. Porém, essas são oportunidades para ajudar o aluno a considerar as consequências de seus atos e desenvolver a autorregulação. Chame-o para conversar, descreva o ocorrido e pergunte como ele se sente possuindo o objeto, mas podendo ser visto como alguém que pega o que não é seu. Sem julgá-lo, trabalhe os ganhos e as perdas da atitude. Questione: "Como você ficaria se descobrissem o que fez?", "Será que confiariam em você outra vez?", "É dessa forma que você quer ser visto (e se ver)?" e "Como se sente quem foi furtado?". Mais importante do que castigar é usar o conflito para o aprendizado da necessidade das regras nas relações.

Compartilhe este conteúdo: