Sala de Aula | Alfabetização | 1º ano | Sala de aula

Trabalhando com a escrita alfabética e não alfabética

A especialista Beatriz Gouveia, coordenadora de projetos do Instituto Avisa Lá, vistia a EMEF Anacleto Campanella para realizar uma atividade de leitura e escrita com uma turma de 1º ano

POR:
Camila Camilo

Como na maioria das salas de aula, os alunos do 1º ano da EMEF Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, região metropolitana de São Paulo, têm diferentes níveis de conhecimento sobre o sistema de escrita. O desafio da educadora Rosângela Soares é apresentar atividades diversas para que crianças com escritas alfabéticas e não alfabéticas avancem. Pensando nesse quadro, Beatriz Gouveia, coordenadora de projetos do Instituto Avisa Lá, dividiu a meninada em grupos e propôs dois trabalhos distintos. Os pequenos com escrita alfabética redigiram a apresentação de um livro de poemas que a sala está produzindo antes de começarem, a professora titular apresentou alguns modelos a eles. Os demais escreveram um poema, que já sabiam de cor, com letras móveis. A formadora acompanhou as discussões entre as crianças e fez intervenções pontuais. Também esteve perto do grupo responsável pela apresentação da coletânea, chamando a atenção para a clareza do texto, a concordância e a grafia das palavras. Confira como foi esta visita no vídeo comentado:

 

 

Compartilhe este conteúdo: