Sala de Aula | Ciências | Sala de aula

O céu no celular

Não precisa de binóculo nem de telescópio. Aplicativos possibilitam a observação dos astros

POR:
Jacqueline Hamine, Wellington Soares e Pedro Annunciato

Alguns instrumentos, como o binóculo e o telescópio, ajudam a ver no céu o que a olho nu não se consegue. Com o celular na mão, a observação se transforma: existem aplicativos que, além de encontrar planetas e constelações, mostram diversas informações sobre eles.

A maior facilidade é realizar atividades a qualquer momento, inclusive em dias nublados ou dentro de uma sala. Isso porque o funcionamento não se baseia na lente da câmera, mas na localização por GPS do aparelho. A partir dela, se pode calcular a posição dos astros em relação a qualquer ponto. É assim que o Skyview (leia abaixo mais sobre o app), por exemplo, permite visualizar a trajetória de corpos celestes e simular as posições deles em outros dias e horários.

Já o Star Walk 2 pode complementar uma atividade de observação noturna. Depois que a turma tentar identificar sozinha algumas constelações com o binóculo, com base em uma pesquisa prévia, vale sacar o celular para validar as hipóteses na interface do aplicativo.
 

QUAIS APPS BAIXAR

 

Skyview free

Usa a realidade aumentada para mostrar a posição dos astros e exibir suas trajetórias. Basta apontar o celular para o céu e movimentá-lo para explorar o Universo. Disponível para iOS e Android (gratuito).

 

Star Walk 2

Exibe uma simulação do céu, com visualizações em 3D dos corpos celestes. Permite explorar informações em português sobre cada astro observado. Disponível para Android (gratuito) e iOS (2,99 dólares).
 


Consultoria: Cristian Annunciato, mestre em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e coordenador da Experimenta Educacional.

Foto: Donald Iain Smith / GettyImages