Seções | Reflexão | Caro Educador

Falar é um bom começo

Você não está sozinho. Somos todos vulneráveis. Por isso, precisamos conversar sobre saúde mental

POR:
NOVA ESCOLA
Leandro Beguoci,

Leandro Beguoci,
Diretor editorial e de produtos

E m outubro, no dia dos professores, milhares de pessoas não receberam um abraço dos alunos ou dos colegas. Elas estavam afastadas das salas de aula por depressão, ansiedade, burnout. O prazer de ensinar e de aprender desapareceu. A vida virou uma sombra gelada. O mundo se metamorfoseou. Não é um lugar em que se constroem coisas, mas um terreno em que nada nasce.

Sentir o mundo cinza e frio não é culpa delas - nem sua. Também não é frescura, falta de força interior ou de bravura. São doenças complexas, provocadas por uma série de fatores, que precisam ser discutidos com coragem e ternura. Alguns deles nascem das famílias dos professores. Outros crescem dentro da própria escola ou no entorno. Quantas pessoas sentem dores de estômago antes de encarar uma turma difícil? Ou quando precisam passar por uma sala de professores cheia de colegas desmotivados e que desmotivam os outros? São doenças muito pessoais, mas que se desenvolvem com camadas e mais camadas sociais.

A capa deste mês de NOVA ESCOLA quer tirar esses problemas da gaveta. Se não falarmos do que acontece na sua cabeça, professor, do que acontece no fundo do seu coração, seremos uma NOVA ESCOLA pela metade. Ensinar não pode ser um fardo que destrói os educadores. Por isso que o problema deve ser visto, repito, com coragem e ternura. Para educar bem, o professor precisa estar inteiro - e NOVA ESCOLA precisa estar inteira com você, mesmo quando isso significa falar dos nossos problemas mais profundos.

Nesta edição, trazemos histórias de pessoas que viveram problemas semelhantes aos seus ou de um colega que você conhece. Mostramos caminhos para passar por essa tempestade. E listamos alguns passos que você pode seguir para encarar seus fantasmas. Não é uma receita de bolo, claro.

É apenas o início de uma conversa para que você ou seus colegas possam retomar aquilo que os trouxe até aqui: um compromisso sincero, verdadeiro e intenso em levar as pessoas a pensar por elas mesmas. Um bom professor precisa, como todas as pessoas da face deste planeta, se sentir inteiro. E nós estamos aqui para começar as conversas mais difíceis - na esperança de que esse diálogo possa ser positivo para você.

***

NOVA ESCOLA quer estar com você quando, onde e como você quiser - explicamos um pouco mais disso nas próximas páginas. Agora, queria te convidar para conhecer uma iniciativa que nos enche de orgulho e alegria. É a Coleção Pensadores na Prática. São cinco livros escolhidos por NOVA ESCOLA. Cada um vem acompanhado de um guia de leitura com apresentação da obra por um especialista, conceitos-chave do livro, entrevista com o autor e casos de sucesso na aplicação das noções na escola. Sabemos que a teoria é importante, mas que ela só ganha vida de verdade quando vai para a prática. Para saber mais e comprar, basta ir a www.assinenovaescola.org.br/colecoes.

E você já sabe: dúvidas? Críticas? Sugestões? Quer conversar? Me escreva quando, onde e como quiser: leandro@novaescola.org.br. Estamos juntos, na alegria e na tristeza.


Ilustração: Adriana Komura