Seções | Em Dia

Censo escolar: tempo integral ganha espaço

Matrículas em escolas desse modelo crescem 139% em três anos, mas a qualidade do ensino ofertado merece atenção

POR:
Paula Peres, leonardo de sá, Elisa Meirelles e NOVA ESCOLA
Fonte: Censo Escolar

As matrículas no Ensino Fundamental em tempo integral aumentaram 139% de 2010 para 2013. "Ensino em tempo integral significa apenas a ampliação do horário escolar. Isso não é sinônimo de mais aprendizado, que é a meta da Educação integral", afirma Maria Amabile Mansutti, coordenadora técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). "Temos de discutir como está sendo a implantação do modelo. É preciso um novo currículo, metodologias, projetos, verbas e muito trabalho para chegar à qualidade", completa.


Aprendizagem

Condições sociais impactam o Ideb

Para obter bons resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), é fundamental investir na qualidade do ensino, mas o governo deve melhorar também a infraestrutura escolar e as condições sociais dos alunos. Um estudo de Paulo Corbucci e Eduardo Luiz Zen, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revela que 50% das escolas com baixo Ideb têm pouca infraestrutura e 72% atendem crianças de famílias com taxa de alfabetização e renda baixas, vivendo em habitações precárias.


32 mil

é o déficit de professores com formação específica no Ensino Médio.

Fonte Tribunal de Contas da União (TCU)


Tecnologia

Mais da metade dos brasileiros (60%)acreditam que, em dez anos, os exames escolares serão feitos por meio de ferramentas virtuais, abolindo as provas impressas. A informação é de um levantamento da Intel.


"Quero que os resultados das avaliações nacionais ganhem uma expressão pedagógica para o docente."

José Francisco Soares, presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)


Recompensa

Notas e salários têm relação

Alunos que, no 3º ano do Ensino Médio, tiveram bons resultados no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) ingressaram no mercado de trabalho e, cinco anos depois, ganham mais do que quem teve notas baixas. Dados são parte de uma pesquisa da Fundação Itaú Social.


Na internet 

radardaprimeirainfancia.com.br

Portal possibilita fazer uma busca apenas em sites confiáveis de Educação Infantil.


Gênero

Violência contra a mulher precisa ser debatida

A cada ano, cerca de 5 mil mulheres morrem no país por causa da violência, em especial, a doméstica. Para Adriana Ramos, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), é fundamental o papel da escola no combate ao problema. "Temos de repensar as ações do dia a dia, evitando a segregação de gênero, e discutir a violência para que os alunos entendam que as mulheres precisam ser respeitadas."

Mortes de mulheres por causa de conflitos de gênero*

 

Nordeste 6,90
Centro-Oeste 6,86
Norte 6,42
Sudeste 5,14
Sul 5,08

* Mortes a cada mil mulheres 

Fonte IPEA


Atraso 

Mais um mês se passou sem que o Plano Nacional de Educação (PNE), em votação no Congresso desde dezembro de 2010, seja aprovado.


 

Compartilhe este conteúdo: