Seções | Raí, Mauro Silva e Zinho | Orgulho de ter professor

Os professores que marcaram Raí, Mauro Silva e Zinho

Veja o depoimento dos atletas

POR:
NOVA ESCOLA
Raí. Foto: Antonio Milena

"Dois educadores do Colégio Marista, em Ribeirão Preto (a 318 quilômetros de São Paulo), me marcaram. A professora Mirna lecionou Língua Portuguesa na 4ª série. Era a área em que eu tinha mais dificuldade e ela era exigente, mas conseguiu que eu prestasse atenção e passasse a dar importância para a escola. O professor Benatti, de Ciências, usava experiências para aproximar os temas da nossa realidade e foi o primeiro a tratar de assuntos como Educação sexual, tabu na época." 

Raí foi meio-campista da seleção brasileira na Copa de 1994 e hoje é presidente da Fundação Gol de Letra 

Parceira Futura


Mauro Silva

"A professora Yolete me deu aula de Língua Portuguesa na 5ª série, na EE Antonio Caputo, no bairro Riacho Grande, em São Bernardo do Campo (região metropolitana de São Paulo) . Ela era meticulosa, detalhista e impunha muito respeito. Uma das atividades que mais me marcaram era de conjugação de verbos. Dois alunos iam para a frente da sala e um dizia para o outro que verbo e em que tempo ele deveria conjugar. Isso nos fazia refletir bastante e estudar." 

Mauro Silva foi volante da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 e hoje é empresário do setor imobiliário

Zinho. Foto: Marcos Rosa

"Foi com a professora Vânia que eu aprendi a ler e a escrever, na EM Monteiro Lobato, em Nova Iguaçu (região metropolitana do Rio de Janeiro). Ela era muito carinhosa e, ao final da aula, dava livros para eu levar para casa. Graças a ela, eu acordava e ia para o colégio disposto. A escola se tornou um bom lugar para eu estar. Buscava sempre tirar notas melhores, porque ela me ensinou a buscar algo a mais. Depois de saber ler, queria escrever melhor e aprender novas palavras." 

Zinho foi meio-campista da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 e hoje é diretor executivo do Santos Futebol Clube

Compartilhe este conteúdo: