Matéria de capa | ESPAÇO | Matéria de capa

Atenção à sala e aos professores

Como transformar a sala usada pela equipe em um espaço de trocas e convivência

POR:
Wellington Soares, Sophia Winkel e Lucas Magalhães

"A sala dos professores foi o primeiro lugar a que me levaram", lembra Marta Ferreira Marques sobre sua chegada à EMEF Dias Gomes, em São Paulo. "A minha impressão foi de um espaço sem cuidados, que não era um ambiente agradável para se estar. Pensei nos professores que passavam o dia todo na escola. Quando me tornei diretora, senti vontade de transformar a sala!", conta a gestora.

A impressão que Marta teve em seu primeiro dia de trabalho é compartilhada por professores de todo o Brasil. "Desorganizada", "clima pesado" e "desagradável" são algumas das expressões usadas para se referir ao espaço no Facebook de GESTÃO ESCOLAR. "É comum encontrar salas de professores com cadeiras desconfortáveis, móveis e materiais didáticos amontoados, sem qualquer organização, sujas, entre outros problemas. Ou seja, o espaço não é utilizado pelos gestores em toda a sua potencialidade", afirma Nilson Guedes Silva, doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Supervisor Educacional na rede de Campinas, em São Paulo.

Lugar de descanso: os sofás garantem um momento de relaxamento
Lugar de trabalho: nos computadores, docentes usam o espaço para planejar aulas

Ao pensar na organização da escola, salas de aula, pátio, fachada e até a secretaria ganham prioridade: os gestores pensam em como a organização desses espaços pode melhorar o clima da escola e contribuir para que as crianças e os jovens aprendam mais. Nesse processo, não é raro a sala dos professores virar um cantinho esquecido. "Quando a verba termina, colocam materiais provisórios no espaço, mas que nunca são substituídos", diz Cláudia Mota, arquiteta e sócia do Ateliê Urbano, escritório especializado em projetos escolares. A especialista conta que alguns gestores, ao apresentarem as salas dos professores, dizem que os docentes não passam muito tempo lá, que deixam seus materiais somente, como se fosse um espaço de passagem. No entanto, ela defende: "Se as salas fossem bem estruturadas, talvez os professores aproveitassem o local".

 

Teste: você dá atenção suficiente à sala dos professores?

1 - A sala dos professores da escola onde atuo:

A. Foi pensada para esse fim e atende às necessidades dos docentes.

B. Foi um espaço reaproveitado, mas com mudanças para ser funcional.

C. Não é exatamente uma sala dos professores, na verdade eles só deixam o material lá.

2 - Os professores usam esse espaço com mais frequência para:

A. Trabalhar e fazer trocas de experiências profissionais.

B. Passar o tempo, não há nada muito produtivo acontecendo ali.

C. Fazer queixas diversas sobre alunos, famílias e colegas.

3 - A percepção dos professores sobre esse ambiente é:

A. Positiva. Eles gostam de frequentar o espaço.

B. Não se fala muito disso. Também acho que nunca perguntei.

C. Negativa. Sei que alguns docentes evitam o lugar.

Investir no espaço é fundamental. Além de um local de trabalho, a sala dos professores também serve para muitas outras atividades. Segundo Maura Barbosa, coordenadora pedagógica da Comunidade Educativa Cedac, a sala dos professores vem se transformando com o passar do tempo. "Antes havia uma mesa no centro e água à disposição dos docentes. Com os anos, foi-se agregando mobiliários como sofá, permitindo que o professor possa relaxar e conversar. Também houve uma instrumentalização desse espaço, que ganhou computadores e materiais de consulta, permitindo que se tornasse um ambiente de trabalho", conta a especialista. Hoje, ela é vista também como lugar de descanso, espaço de trocas (pedagógicas, culturais, informativas) entre os educadores, ambiente para acesso a informações (notícias, artes, cultura, eventos etc.), para a realização de encontros e formação e também para lazer. Em outras palavras, deve ser um local agradável, mas informal e, ao mesmo tempo, fonte de riqueza pedagógica e cultural.

Todo mundo é ouvido

Na EMEF Dias Gomes, a equipe gestora discutiu como seria possível melhorar o ambiente em que os professores convivem. Os educadores falaram sobre a função da sala dos professores e como organizá-la de maneira mais eficiente.

Transformando o espaço

A antiga sala dos professores da EMEF Dias Gomes tinha buracos no chão, pois o piso estava com irregularidades. O local guardava muitos objetos de pouca serventia na escola, como um depósito. Lá também estavam móveis em más condições e uma televisão muito antiga. Foi o aparelho, inclusive, que motivou as discussões que resultaram na reforma do espaço. "A TV estava caindo aos pedaços e foi um grande embate desde o princípio. Como havia professores trabalhando e descansando simultaneamente naquele espaço, o volume do aparelho incomodava e era fonte de distração indesejada para os outros. Além disso, alguns docentes discutiam por causa do programa ou de quem usava o controle remoto. Senti que aquele aparelho não estava colaborando para o ambiente e optei por tirar", conta a diretora Marta. Alguns professores, no entanto, não aprovaram a decisão e esse foi o assunto principal da reunião de formação que aconteceu em seguida. Nessa oportunidade, iniciaram uma conversa sobre qual era, afinal, a função da sala dos professores e se a permanência da TV fazia sentido. 


4- Os combinados para a convivência que temos na sala dos professores:

A. Funcionam muito bem e sempre vamos nos lembrando de que eles existem.

B. Às vezes funcionam, às vezes não. Há alguns professores que são bem difíceis.

C. Não temos combinados. Num espaço frequentado por adultos, não vemos necessidade disso.

5 - As informações sobre encontros, reuniões, prazos e eventos:

A. Ficam no mural, bem organizadas e sempre atualizadas pela gestão.

B. Não há um lugar fixo, mas há informações quando alguém acha pertinente compartilhar.

C. Não temos a prática de divulgar as atividades assim. Damos os comunicados oralmente.

6 - Ferramentas tecnológicas e materiais de consulta:

A. São suficientes e estão sempre disponíveis para o uso dos docentes.

B. Nossos materiais poderiam ser melhores, mas os professores aproveitam ao máximo.

C. Nossa sala dos professores não oferece essas possibilidades.

Alguns educadores colocaram quanto a televisão era importante em seu descanso, mas outros lembraram que a sala também servia como um ambiente de trabalho e atrapalhava a produtividade. Assim, juntos, decidiram que o aparelho eletrônico ficaria em outro local.

Ambientes alternativos

Espaços mal aproveitados na escola podem ser utilizados pelos professores nos horários livres. Na EMEF Dias Gomes, uma varanda recebeu sofás, mesas e bancos e se tornou lugar de descanso e de encontros informais entre a equipe da instituição.

Marta e a equipe de gestão aproveitaram o momento e conversaram com os professores sobre outras melhorias que gostariam que fossem feitas. Nos dias seguintes, os docentes apresentaram ideias e trouxeram imagens encontradas na internet para inspiração da equipe. Como resultado, a escola investiu um valor na aquisição de cadeiras novas, enquanto professores e funcionários ajudaram a modernizar a mobília antiga. Também construíram juntos um banco de blocos e um sofá de pallets, além de implementarem um jardim vertical na varanda, que antes era um espaço mal aproveitado. Como a gestão havia se comprometido com a nova sala de televisão, o aparelho foi colocado em um cômodo próximo ao refeitório. "Sem a TV na sala dos professores, criou-se um ambiente mais propício ao diálogo. A mudança foi positiva", conta Isabel Bozzo Gregorutti, professora de História das turmas do 6º ao 8º ano.

O clima conta muito

Tão importanto quanto a estrutura física do espaço destinado aos professores é um convívio harmônico. No Facebook de GESTÃO ESCOLAR, leitores relataram alguns dos problemas mais recorrentes: "Infelizmente, esse espaço que deveria ser de trocas tem sido usado pra reclamar de aluno", "Lugar de muita panelinha", "Reclama-se de tudo: do aluno ao governo, da gestão à temperatura do dia. Há poucos colegas que reflitam como podemos ajudar ao aluno A ou B em suas dificuldades". Luciene Tognetta, professora da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, em Araraquara, no interior de São Paulo, avalia as consequências dos problemas de convivência comuns nesse espaço: "Por esses motivos, muitos não têm prazer em estar nesse ambiente. Precisamos lembrar que o clima da escola é resultado de um conjunto de percepções sobre todas as relações que são estabelecidas dentro dela. A sala dos professores é um local essencial porque é lá que os docentes acabam revelando o que de fato pensam sobre a Educação, a própria atuação e a aprendizagem dos alunos. Por isso, é um local-chave para a escola".

Sobre esse impasse, a saída pode ser pela construção de espaços de diálogo mais efetivos e canais de comunicações por onde os professores possam expressar suas queixas, suas angústias e suas opiniões. "É preciso descobrir uma maneira de levar as discussões da sala dos professores para os momentos de formação ou uma roda de conversa e discuti-las de maneira propositiva", afirma Maura Barbosa. Quando uma reclamação é recorrente, é importante que toda a equipe seja envolvida para encontrar uma solução. Vale estabelecer combinados em conjunto e monitorá-los.

Por fim, Maura ressalta como a presença dos gestores no local é fundamental. "Diretor e coordenador pedagógico precisam frequentar a sala dos professores, não para inibir, mas para participar, saber das questões que vão aparecendo e poder ajudar. A gestão precisa estar próxima dos professores também nesse espaço", conclui.

Confira o resultado do teste

Se você assinalou mais...

ALTERNATIVAS A

É provável que a sala dos professores onde você atua seja um ambiente agradável. É notória a preocupação com o espaço e o esforço da equipe para que esse lugar esteja sempre preparado para atender bem às necessidades dos docentes. Parabéns a todos!

ALTERNATIVAS B

A sala dos professores da sua escola está ficando em segundo plano. Ela acaba sendo um espaço que poderia atingir um maior potencial, mas é esquecido pela gestão. Não há planejamento, organização ou cuidado com esse ambiente. Como é de se esperar, o clima também poderia ser melhor! Vamos dar uma chance à sala dos professores e conferir quais serão os resultados dessa mudança? Pode ser que os professores estejam ansiosos por isso!

ALTERNATIVAS C

Está na hora de começar a pensar na transformação desse espaço. Ao que parece, a sala dos professores merece um maior cuidado. O clima está ruim, não há diálogo ou interação, fazendo com que os professores se sintam em constante tensão. Um caminho é convidá-los a participar, desde o planejamento, da melhoria desse espaço, para que ele se torne um ambiente mais acolhedor.

Como tornar os docentes pertencentes (e não usuários!) da sala dos professores?

  • Convide a equipe a pensar sobre o que espera desse espaço. Um questionário com poucas perguntas ajuda a reunir essas informações. Deixe claro que a ideia é organizar a sala, mas levando em conta as possibilidades da escola.
  • Discuta sobre as relações que se estabelecem nesse espaço. Além da otimização do ambiente, como poderiam melhorar a interação da equipe e o clima da sala?
  • Fotografe o local e pense sobre quais transformações seriam desejáveis para o espaço. Traga imagens coletadas na internet para inspirar todo o resto da equipe.
  • Planeje o orçamento e a execução da mudança. Informe toda a comunidade para que voluntários com habilidades em artesanato, design e decoração se apresentem.
  • Envolva a equipe na execução e implementação do que foi planejado em conjunto.

 


Fotos: Luiz Eduardo Saldanha