Se informo o problema aos pais, a criança apanha. O que fazer?

As famílias que não têm formação para lidar com o problema agem como conseguem, muitas vezes piorando a situação

POR:
NOVA ESCOLA

E agora, Telma?

Telma Vinha é especialista em Psicologia Educacional e responde dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Ana Pires, Itu, SP

É comum os professores mandarem recados aos pais pedindo providências para o mau comportamento dos filhos. As famílias que não têm formação para lidar com o problema agem como conseguem, muitas vezes piorando a situação. A pesquisadora Sandra Dedeschi, da Unicamp, investigou bilhetes enviados aos pais e constatou que as escolas transferiam a eles a responsabilidade por problemas ocorridos em sala. Em geral, os docentes sabiam qual seria a reação, tornando-se corresponsáveis pelas punições. Segundo ela, 70% das famílias davam castigos às crianças, sendo um terço deles físicos. A indisciplina está ligada a aspectos em que a família pouco pode interferir: a ineficiência da prática pedagógica, pouca autonomia, baixa participação dos alunos nas decisões etc. Em vez de enviar bilhetes, é melhor que a escola atue de forma a transformar os conflitos em oportunidades de aprendizagem.

Tags

Guias

Tags

Guias