Reportagens | Teste | Avaliação | Reportagens

A escola avalia bem o desenvolvimento dos pequenos?

Apresentamos situações que permitem refletir sobre como os gestores analisam o avanço da turma. No final dos testes, não há tabulação dos resultados conforme erros ou acertos. Clique nas opções para ler os comentários

POR:
Karina Padial
Caso 1

O final do ano, ou semestre, está próximo e a equipe prepara o material que será apresentado às famílias sobre o progresso das turmas. Qual o formato ideal para fazer essa entrega?

a) Por meio de uma ficha com itens que mostrem se a criança realiza uma atividade "sempre", "quase sempre", "raramente" ou "nunca" e se atingiu ou não certa habilidade.
Ao realizar esse tipo de registro, a escola leva em conta apenas o resultado e deixa de refletir sobre como os pequenos se desenvolvem. Além disso, favorece que eles sejam comparados uns com os outros e, assim, rotulados e estigmatizados.
b) Por meio de um relatório descritivo que incorpore as observações e os registros feitos sobre cada um ao longo do período, sem comparações, e que foque nos avanços obtidos.
Os pareceres, frutos do olhar constante do docente, levam em conta o entendimento de que as crianças aprendem de maneiras diversas e em ritmos diferentes e permitem que os pais acompanhem o percurso dos filhos.

 

Caso 2

Está na hora de organizar o portfólio de produções. Qual a orientação da coordenação pedagógica para os docentes em relação a essa ocasião?

a) Convidar os pequenos para participar desse momento, estimulando que façam considerações sobre o próprio desenvolvimento e possibilitando que escolham produções que tenham sido significativas para eles.
O processo avaliativo deve ter a criança como protagonista, o que, entre outras coisas, significa escutá-la. Ao observar as produções, a meninada consegue fazer uma apreciação crítica e identificar, por exemplo, a evolução na escrita do próprio nome.
b) Pegar amostras aleatórias do que foi trabalhado e realizar a tarefa sozinho porque as crianças não conseguem reconhecer as próprias conquistas.
É preciso refletir sobre o portfólio dos pequenos de forma a garantir que ele de fato seja um instrumento que revele a trajetória de cada um. Além disso, ao participar dessa análise, a meninada oferece elementos para a reflexão do professor.

 

Caso 3

Seguindo o cronograma estabelecido pela gestão da escola, os docentes finalizaram os relatórios individuais que entregarão para os pais. Com eles em mãos, o que o coordenador pedagógico deve fazer?

a) Ler todos os documentos, ou pelo menos uma amostra significativa deles, e planejar uma devolutiva para todos os educadores sobre eles.
Dessa maneira, a coordenação pode contribuir para o aprimoramento do conteúdo antes da entrega para os pais. Além disso, a leitura e a devolutiva permitem refletir sobre a prática docente e identificar os eixos em que os docentes têm mais dificuldade.
b) Marcar, imediatamente, uma reunião com os responsáveis para eles retirarem os pareceres e levar para casa.
É importante que a coordenação reserve um tempo para a leitura dos documentos porque esse processo contribui para a formação e o replanejamento das práticas. Além disso, o encontro deve prever um momento em que os pais possam manifestar suas impressões.

 

Caso 4

A coordenação pedagógica está planejando algumas reuniões para tratar da importância dos registros. Depois dos encontros, o que é importante que os docentes tenham claro?

a) Os registros são anotações pontuais que levam em consideração as metas de aprendizagem para uma turma e servem apenas para embasar a elaboração do relatório final.
Os registros não devem ser só um material de consulta para o relatório. Devem, sim, ser um instrumento que possibilite ajustes no planejamento, com o objetivo de promover o desenvolvimento de todos. Além disso, quando se estabelecem metas se permite a classificação da criança.
b) Os registros são anotações feitas diariamente com base nas observações da turma e devem ser consultados com regularidade para orientar a prática do professor.
O acompanhamento regular desse instrumento permite ao docente notar os avanços das crianças e também possibilita saber se as intervenções planejadas alcançaram seus objetivos.

 

Caso 5

Durante a formação, o coordenador pedagógico questiona a equipe sobre quais instrumentos são os mais importantes para a avaliação dos pequenos. Enquanto um grupo defende que bastam os registros escritos, outro acredita que ele precisa ser complementado com fotos, vídeos e produções. Com qual grupo o gestor deve concordar?

a) Com o primeiro. As anotações são mais eficientes e incluem tudo o que o professor acha relevante.
É importante que os registros se baseiem em uma pauta de observação, construída entre os docentes e a coordenação. Os materiais também devem contemplar mais de um ponto de vista a fim de identificar todo o contexto em que o processo de ensino e de aprendizagem acontece.
b) Com o segundo, já que as fotos e os vídeos conseguem captar situações que os docentes não conseguem acompanhar enquanto uma atividade está sendo realizada.
Fotos e vídeos ajudam o professor a refletir sobre a organização do espaço, perceber interações e notar detalhes, como expressões faciais e movimentos. Por isso, junto com os relatos escritos, esses outros recursos contribuem para a reflexão sobre a ação pedagógica.

 

 

Compartilhe este conteúdo: