Reportagens | Comunidade | Reportagens

Uma palavrinha com a família

Escolha o meio certo de se dirigir aos pais para estabelecer um fluxo eficiente de informações entre eles e a escola

POR:
Verônica Fraidenraich
Ilustração: Ariel Fajtlowicz

A exposição das produções de Arte da turma, o calendário de reuniões do semestre, as notas, o comportamento. A variedade de assuntos para tratar com as famílias ao longo do ano é enorme - assim como a maneira de se comunicar com elas. Para que esse contato seja uma rotina eficaz e atinja os objetivos esperados, é importante que os pais dos alunos sejam informados sobre todos os meios que a escola usa para informar e dialogar. Essa apresentação deve ser feita logo no início do ano - na primeira reunião, por exemplo - e reforçada com um comunicado por escrito, em papel ou por correio eletrônico, no qual conste os contatos (e-mail e telefone) da pessoa responsável por atendê-los. 

Diante de tantos canais disponíveis (leia abaixo), o planejamento para o uso correto de cada um deles exige critério e bom senso, assim como a indicação dos responsáveis. Essas escolhas dependerão dos profissionais disponíveis ou do tema. Um mural com os eventos culturais, por exemplo, pode ser atualizado pelos professores ou alunos. Quando o assunto envolver uma atividade em sala de aula - um trabalho de campo ou uma pesquisa específica -, o contato com os pais geralmente fica a cargo do professor em parceria com o coordenador pedagógico. Para os demais temas, o próprio diretor pode acompanhar ou designar um funcionário. 

As questões que mais deixam os gestores em dúvida são as que envolvem comportamento e indisciplina. A tendência é telefonar para um dos pais, às vezes apenas para informar, outras para pedir providências - transferindo, assim, a responsabilidade sobre o encaminhamento do problema. Nem sempre essa é a forma mais adequada. Na maioria das vezes, uma briga ou uma atitude inadequada pode ser resolvida dentro da própria escola, com os gestores conversando com o aluno e levando-o a refletir sobre suas atitudes. Já a indisciplina generalizada exige uma revisão das regras gerais ou da prática pedagógica. Algumas ocorrências exigem um encontro entre o aluno, os pais e um dos gestores, pois o contato pessoal permite a exposição detalhada dos fatos, o diálogo e a argumentação de ambas as partes. "A família deve ser acionada se o problema persistir ou em caso de ocorrência grave", afirma a pedagoga Sandra Cristina de Carvalho Dedeschi, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual Paulista (Unicamp), em Campinas, a 100 quilômetros de São Paulo. 

De acordo com Débora Rana, coordenadora pedagógica da Escola Projeto Vida, em São Paulo, estabelecer uma comunicação eficiente entre todos os atores é fundamental para o processo educacional: "Quando a família está articulada à proposta pedagógica da escola, é possível potencializar a aprendizagem, pois ela traz para o seu cotidiano os temas que o filho aprende em sala". GESTÃO ESCOLAR preparou uma lista para você conhecer os principais canais de comunicação com os pais, suas características e como usá-los com eficiência.

Bilhete

Use para Lembrar datas de reuniões, eventos e passeios. 
Características Escrito à mão ou impresso, contém as informações básicas como dia, local, horário e pauta (em caso de reunião). 
Cuidados Atenção ao tratamento usado no endereçamento para não privilegiar apenas um dos pais.

Agenda escolar 

Use para Relatar a rotina da criança e as ocorrências não previstas, como tombos e machucados. 
Características Fundamental na Educação Infantil, permite o acompanhamento do trabalho pedagógico. 
Cuidados Não deve ter o tom de diário, com narrativas longas. Basta contar o ocorrido e eventuais mudanças na rotina que terão reflexos em casa (dormiu menos do que de costume, por exemplo).

Encontro individual 

Use para Conversar com os pais sobre a aprendizagem do filho. No caso de o aluno não atingir as expectativas, expor as possibilidades de reforço. 
Características A pessoa que conduzir a reunião deve ter exemplos sobre o que vai ser discutido (se o aluno não está fazendo lição de casa, apontar quais e em que data).
Cuidados A escola não deve chamar o responsável para reclamar do mau desempenho nem para responsabilizá-lo por isso. É preciso expor o problema e pedir o apoio no acompanhamento do caso, visando melhoria.

Reunião de pais 

Use para Informar os conteúdos trabalhados em sala de aula, a maneira de a escola ensinar e falar sobre a turma como grupo. 
Características Pode ser conduzida por um ou mais professores, com a ajuda de um gestor. Os encontros ficam mais ricos quando são exibidas produções dos alunos e fotos e vídeos das atividades. 
Cuidados Fazer uma pauta objetiva para a reunião não ficar confusa, prevendo um tempo para que as pessoas expressem suas opiniões.

Hora de entrada e saída 

Use para Trocar informações com os pais da Educação Infantil, esclarecer dúvidas e reforçar comunicados. 
Características Sempre uma conversa rápida e pontual para atender a todos e, assim, estreitar a relação com os responsáveis. 
Cuidados Evitar contatos demorados. Se o gestor notar que o diálogo esta se estendendo com frequência, abordar posteriormente o familiar ou o professor e sugerir um encontro em outra hora.

Ligação telefônica 

Use para Informar sobre algum sintoma de doença apresentado pelo aluno e faltas frequentes e agendar reuniões individuais com os pais. 
Características É um contato pessoal com os pais e quem liga precisa ser muito claro na mensagem. 
Cuidados Quem faz a ligação deve informar que está tudo bem com a criança para não criar expectativas negativas. Não é recomendável deixar recado com terceiros para poder esclarecer possíveis dúvidas.

Calendário 

Use para Marcar as datas como o início e o término das aulas, feriados, semanas de provas, reuniões de pais etc. 
Características São informações inseridas em um calendário anual comum, distribuído para os alunos e as famílias. 
Cuidados Evite alterações para não comprometer a credibilidade.

Murais 

Use para Mostrar as aprendizagens dos estudantes, difundir campanhas e o jornal da escola, dar dicas culturais e informar o orçamento. 
Características Têm de ser grandes para chamar a atenção e feitos em material resistente. Organize vários murais com diferentes objetivos. 
Cuidados Não deixe de atualizá-los e coloque-os em local de grande circulação. Evite usar letras pequenas e fixar material sem critério nem organização.

Relatório e boletim 

Use para Informar sobre a avaliação da aprendizagem. Na Educação Infantil, o relatório descreve o desenvolvimento da criança, não cabendo avaliação nem nota. 
Características Documento individual, com nota ou conceito. Em algumas escolas, além da versão impressa, o boletim também fica disponível para consulta no site da instituição, mas com acesso restrito. 
Cuidados O que está no boletim não pode ser surpresa para a família: se o aluno tiver desempenho abaixo do esperado, a escola deve entrar em contato com a família antes do fechamento das notas para informar sobre o reforço que oferece e pedir acompanhamento dos estudos realizados em casa (leia reportagem).

E-mail 

Use para Enviar comunicados e fazer contatos individuais ou com pequenos grupos.
Características É portador de mensagem de cunho institucional, nunca pessoal, pois tem o endereço e a assinatura oficiais que identificam o remetente. 
Cuidados Fazer um levantamento do perfil da comunidade para averiguar se as famílias têm computador com acesso à internet, de casa ou do trabalho, para que ninguém seja excluído.

Site 

Use para Publicar o projeto político-pedagógico e o regimento interno e apresentar a escola, informando os segmentos atendidos, o número de alunos, o endereço e os contatos. 
Características Pode ser totalmente aberto ou ter alguns conteúdos restritos. Permite o uso de recursos multimídia, como vídeos e galeria de fotos. 
Cuidados Como página oficial, os conteúdos devem ser selecionados e aprovados pelos gestores. Se for fechado, não se esqueça de disponibilizar login e senha aos usuários.

Blog 

Use para Expor os trabalhos dos alunos, fazer campanhas, difundir notícias e artigos de interesse da comunidade. 
Características É mais informal, interativo e ágil que o site, porém oferece menos espaço de memória. Armazena documentos apenas por datas ou categorias. Permite comentários dos visitantes. 
Cuidados A linguagem utilizada pode ter um tom mais informal, desde que mantida a preocupação com o uso apropriado da Língua Portuguesa. É preciso monitorar os comentários e, se possível, responder a todos, para melhor usufruir da interatividade.

Redes sociais 

Use para Compartilhar materiais multimídia, notícias, vídeos e produções das turmas.
Características Disponibiliza ferramentas para criar grupos específicos, organizar o calendário e os eventos. Se bem usadas, reforçam os compromissos durante o ano letivo.
Cuidados Assim como no blog, o texto pode ser informal, desde que seja inteligível, visto que o conteúdo será acessado por públicos variados. Vale lembrar a importância de averiguar previamente se as famílias têm acesso à internet.

Compartilhe este conteúdo: