Reportagens | Entrevista | Reportagens

"É preciso tornar a docência atraente"

Para a coordenadora do estudo da McKinsey, resgate da profissão exige mobilização, salários competitivos e bom ambiente de trabalho

POR:
NOVA ESCOLA
Mona Mourshed,

Mona Mourshed,
estudiosa das reformas educacionais, é a especialista à frente do relatório Como os Sistemas Escolares de Melhor Desempenho do Mundo Chegaram ao Topo.

Conversando por telefone de seu escritório em Dubai, a egípicia Mona Mourshed comentou as principais conclusões da pesquisa e confirmou que retorna ao Brasil em outubro para participar da reunião do Conselho Nacional de Secretários de Educação.

Qual a descoberta mais surpreendente do estudo?
MONA MOURSHED
As fortes semelhanças entre os melhores sistemas de Educação. Em Boston ou em Cingapura, as chamadas "quatro lições" sempre aparecem. Muitas vezes, se diz que a cultura local determina os resultados, mas a realidade é que as práticas dos sistemas escolares contam muito mais.

Qual a primeira medida para alcançar a qualidade na Educação?
MONA
Tornar a docência uma profissão exclusiva para os melhores. Na Finlândia, por exemplo, há a análise do currículo e do desempenho acadêmico, provas de Matemática e Língua, entrevistas e monitoramento da performance em sala de aula. O resultado é que apenas um em cada dez candidatos se torna professor.

Como ser seletivo num país em que os melhores alunos não querem se tornar professores?
MONA
É preciso deixar a carreira atraente, o que pode ser conseguido com duas medidas. A primeira são salários compatíveis com as profissões alternativas do setor privado, como enfermagem e contabilidade. A segunda é o desenvolvimento profissional. Em Cingapura, cada professor tem direito a 100 horas anuais em cursos desse tipo. É um investimento para a vida inteira: o docente aprimora habilidades e competências úteis mesmo se ele trocar de profissão no futuro.

De que forma é possível recuperar o prestígio do professor?
MONA
Países como o Reino Unido investiram em campanhas de relações públicas. Andando pelas ruas, você vê cartazes em todo lugar mostrando como é fantástico ser professor. Ao mobilizar a sociedade, esse tipo de ação ajudou a transformar a percepção sobre a profissão num curto período de tempo. Antes da campanha, aos olhos dos universitários britânicos, a docência era a 93ª profissão mais atraente. Cinco anos depois, ela já estava entre as três mais desejadas.

Como enfrentar o descontentamento com a profissão?
MONA
É preciso que o professor se sinta feliz no ambiente escolar, cultivando uma relação de desenvolvimento com os colegas e com o diretor e percebendo que sua opinião é importante para decidir o que ocorre na sala de aula e na escola. Para mim, esse é o aspecto essencial para manter um professor na carreira.

Quais foram suas impressões sobre a Educação no Brasil?
MONA
Quando estive aí, em junho, passei a maior parte do tempo dando palestras. Não pude ver nada de muito concreto. Mas o que mais me impactou foi a paixão das pessoas para tentar melhorar o sistema educacional.


Foto: Roberto Setton

Compartilhe este conteúdo: