Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

O que fazer quando os pequenos se desentendem e começam a chorar?

E agora, Telma? - Educação Infantil

POR:
Telma Vinha
Telma Vinha. Foto: Marina Piedade E agora, Telma?

Telma Vinha é professora de Psicologia Educacional na Unicamp e tira dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Cristiane Teodoro, Paranaguá, PR

Situações como essa são muito comuns na Educação Infantil. Que educador nunca se deparou com uma criança chorando porque um colega tirou dela um brinquedo? Isso ocorre porque, nessa fase, os pequenos têm dificuldades tanto para controlar seus impulsos quando se sentem injustiçados, frustrados ou raivosos como para verbalizar ideias e sentimentos. Assim, choram, gritam, chutam, xingam e batem.

Para que construam estratégias mais elaboradas para lidar com os conflitos, a intervenção de um adulto é fundamental. Como mediador, ele pode descrever a situação sem tomar partido, incentivar os envolvidos a refletir sobre o ocorrido e propor soluções.

Um exemplo: "A Isabela está chorando porque caiu areia nos olhos dela. Caio, ela está dizendo que você jogou de propósito. O que você acha disso? (...) Se vocês falarem ao mesmo tempo não consigo entender. (...) Isabela, o Caio está dizendo que ele estava cavando rápido e que a areia caiu sem querer. Ele não queria machucá-la. (...) Você está mesmo brava. Acho melhor falarmos sobre isso quando você estiver calma e conseguir escutar o que ele está dizendo. Pode ser?"

Não se trata, portanto, de conter a criança ou ignorar seu choro. É preciso auxiliá-la a construir seu equilíbrio emocional e sua capacidade de enfrentamento.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias