Reportagens | Perfil do aluno | Reportagens

Em busca de diploma

Nas instituições pesquisadas, o principal público já trabalha com Educação e procura aperfeiçoamento e vivência acadêmica

POR:
Alice Ribeiro

Repetindo a tendência da modalidade presencial, mulheres são a maioria na licenciatura em Pedagogia a distância. A principal diferença na EaD é a faixa etária: 59% tem entre 30 e 49 anos, e predominam profissionais que já atuam na Educação - na docência, na gestão escolar, na secretaria ou no apoio pedagógico.

As alunas vêm vantagem nos horários flexíveis, mas, no decorrer do curso, percebem que ele exige mais dedicação do que esperavam. O entendimento equivocado sobre o ensino a distância não vem apenas delas. Uma das participantes da pesquisa comentou ser motivo de brincadeiras por fazer EaD. "Ainda há a crença generalizada de que se trata de um estudo de segunda categoria", explica a coordenadora do estudo, Maria Elizabeth de Almeida.

A falta de habilidade no uso das tecnologias não aparece entre as dificuldades, mas tampouco as TIC são citadas como um fator que ajuda o aprendizado. O maior obstáculo são os materiais acadêmicos impressos, que elas consideram difíceis de entender. "Tenho um déficit na escrita grande, então tinha que conversar com os monitores", diz uma aluna.

A frequência ao polo - para tirar dúvidas e participar de atividades - é valorizada. Trata-se de uma oportunidade de ganhar vivência acadêmica e refletir sobre a prática. Entrar na universidade é motivo de orgulho, embora elas não se sintam parte da instituição. Além de almejar que a EaD tenha o mesmo reconhecimento do ensino presencial, elas requisitam laboratórios e bibliotecas mais equipados e maior proximidade com os professores.


Quem é o aluno

  • 89% são mulheres 
  • 67% dos alunos dos grupos focais (técnica de pesquisa feita com base em discussões de grupo) já trabalham com Educação
  • 88% moram até 50 km de distância da cidade onde está o polo

"O que mais me atraiu foi a flexibilidade. Consigo acessar os materiais nas horas de folga, de casa e do trabalho."


Sustento familiar

  • 47% Contribuo com o sustento da família
  • 19% Sustento minha família
  • 15% Recebo ajuda da família
  • 11% Minha família me sustenta
  • 10% Eu me sustento

Percepções sobre o curso



98,6% estão satisfeitos
"As aulas presenciais foram muito proveitosas. Fazíamos aulas em círculo, trocando experiências." 

85% acham que as atividades propostas estão próximas da realidade das escolas 
"Eu me via como uma pessoa que troca fraldas. No curso, percebi que a teoria tem tudo a ver com a prática."


Principais dificuldades

  • 56% Falta de tempo
  • 44% Pensava que o curso era mais fácil
  • 23% Exigência de encontros presenciais
  • 20% Situação financeira
Fonte Pesquisa Educação a distância: oferta, características e tendências dos cursos de licenciatura em Pedagogia (FVC).

Ilustração: Bruno Algarve