Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

Carta aberta à professora Francisca

No Dia Nacional da Alfabetização, a blogueira Mara Mansani se lembra da professora que lhe passou a paixão pela leitura e escrita

POR:
Mara Mansani
Professora Mara Mansani com seus alunos

Minha querida professora Dona Francisca,

Espero que a senhora esteja bem! Pelos meus cálculos, a senhora deve estar hoje com aproximadamente 80 anos. Acredito que esteja viva, mas de qualquer forma, professoras tão especiais, que marcam a vida de seus alunos como a senhora, nunca morrem em nossos pensamentos e lembranças.

Puxa como o tempo passa! Nem acredito que fui alfabetizada há 40 anos. Você não imagina como foi decisiva sua participação em minha alfabetização e -- por que não dizer? -- em minha vida. Afinal, seus ensinamentos nesse período são valiosos até os dias de hoje.

Lembro-me muito bem de suas leituras diárias em uma época em que não tínhamos tanto acesso aos livros. Sua paixão pela Educação me encantava. Durante muito tempo guardei um presente precioso que recebi de suas mãos, um livro de histórias. Lembro-me da capa, da historia, do cheiro, de tudo!

Não passávamos um dia sem escrever textos, que se chamavam “composições”. A senhora exigia qualidade, mas suas intervenções pedagógicas apoiavam nossas escritas. Com a senhora, consolidei minha alfabetização: lia e escrevia com autonomia, sem sofrimento, com prazer. Nessa época, toda nossa turma lia e escrevia bem, mas, infelizmente, as escolas não eram para todos.

Mas quero lhe contar o quanto anda a alfabetização e a Educação nos dias de hoje. Sabe, me formei professora e ando alfabetizando crianças e adultos por várias escolas em que tenho passado. Venho tentando ir além do be-a-bá! Meus alunos andam escrevendo livros. Um orgulho!

Muita coisa continua do jeitinho que a senhora deixou ao fechar a porta e ter sua merecida aposentadoria (aliás, andamos por aqui preocupados, com incertezas sobre nossas aposentadorias). Na maioria das escolas, continuamos sentando um atrás dos outros, os quadros negros estão por aqui, estamos fechados em nossos espaços, entre outras coisas, mas abandonamos o sininho tocado nos horários dos intervalos e adotamos uma horrível sirene, com um som assustador!

Mas também há coisa que mudaram em nossas escolas, Dona Francisca. Hoje temos acesso à tecnologia, a uma infinidade de livros, a cursos, e muitas outras coisas para possibilidades. São coisas inimagináveis na época de minha alfabetização, mas nunca se viu tantas crianças sem saber ler e escrever! Tudo isso à disposição e ainda não deu conta de nossa demanda e necessidade na Educação.

Talvez falte o essencial, a Educação realmente como prioridade em nosso país. A alfabetização, base para tudo na nossa trajetória, precisa estar no centro do debate! Nossos professores precisam de uma formação de qualidade antes, durante e sempre. E muito, muito apoio!

Antes tínhamos as provas bimestrais internas em nossas escolas, mas hoje temos pelo país provas externas que avaliam como estamos formandos nossos meninos e meninas. Mas as noticias não são muito boas! Não estamos dando conta do recado! Os últimos dados apresentados pela Avaliação Nacional de Alfabetização, divulgadas pelo Ministério da Educação, mostraram que mais da metade dos alunos do 3º ano do ensino fundamental têm nível insuficiente em provas de leitura e escrita.

Temos que debater essa nossa realidade e encontrar novos caminhos. Sei até o que a senhora diria se estivesse por aqui: “Mas o que é isso minha gente!”.

Nesta terça, 14 de novembro, é o Dia Nacional da Alfabetização! Dia de debater e refletir sobre como estamos alfabetizando nossas crianças. Quero aproveitar para homenageá-la e, assim, homenagear a todos os professores alfabetizadores, que lutam Brasil afora e trabalham na construção de uma Educação de qualidade para todos.

Bom, o papo está longo e tenho mais para contar, mas fica para a próxima oportunidade. Afinal, a alfabetização e a Educação de modo geral deveria estar sempre no centro do debate! Aproveito para convidar a senhora e a todos professores, para participarem, nesta terça (14) às 19h30, comigo e com o Caio Callegari, do Todos pela Educação, de um bate papo ao vivo sobre alfabetização na pagina do Facebook da Fundação Lemann.

Dona Francisca, muito obrigada por tudo! Para que a senhora se lembre de mim, deixo umas referências. Sou aquela menininha tímida que sentava sempre no canto, mas que se apaixonou pela leitura e escrita por ter um exemplo tão bonito como a da senhora para se inspirar. Te amo!

Um abraço e um beijo a senhora Dona Francisca e a todos professores alfabetizadores do nosso Brasil,

Mara

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias