Escrever com erros de ortografia e concordância

Assim não dá!

POR:
NOVA ESCOLA
Heloisa Ramos. Foto: Marina Piedade Heloisa responde

Heloisa Ramos é formadora de professores e foi colunista de NOVA ESCOLA até 2013.

Clique aqui para mandar a sua dúvida para a nova colunista

Não importa onde: no quadro, na correção de atividades e provas, no bilhete enviado para os pais ou na papelada da escola. É inadmissível um professor escrever errado, independentemente da disciplina que ele leciona.

Que impressão terá de você um diretor ou coordenador pedagógico que encontrem erros frequentes de ortografia ou concordância nos seus textos? Como conquistar a confiança dos pais de seus alunos se eles descobrem nos seus recados pontuação inadequada e acentos mal empregados? Ou pior: o que sua turma vai aprender ao ouvi-lo dizer "a maioria das respostas estavam corretas"?

Lembre: o professor deve ser sempre um modelo para seus alunos. Caso tenha consciência de suas dificuldades com a língua portuguesa, cerque-se de manuais de gramática e ortografia. Uma forma de memorizar as novidades introduzidas pela reforma ortográfica, como o uso de hífens, é fazer pequenas colas que estejam sempre à mão. Mas o melhor caminho é estudar e ler bastante.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias