No Dia das Mães, a criança que já perdeu a sua deve fazer presente para outra pessoa?

E agora, Telma? - Saia justa

POR:
NOVA ESCOLA
Telma Vinha. Foto: Marina Piedade E agora, Telma?

Telma Vinha é professora de Psicologia Educacional na Unicamp e tira dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Alexandra Fernandes, Itajubá, MG

Sua preocupação reflete a delicadeza dessa questão, Alexandra. Assim como na pergunta sobre as configurações familiares, sugiro que, antes de pedir que os estudantes façam as lembrancinhas, você promova uma reflexão sobre os modelos de família e os papéis que as figuras materna e paterna representam. Trabalhe as diferentes formas de "ser mãe", enriquecendo o debate com histórias e desenhos animados (como Mogli, personagem órfão que foi criado por terceiros e desenvolveu com eles uma relação de muito carinho). Ao discutir proteção e amor, você vai ajudar a turma a entender que outras pessoas podem exercer o papel de mãe. Agindo assim, não vejo problema em estimular o aluno que já perdeu a sua a fazer um presente para a tia, a avó ou outra pessoa que seja responsável por ele.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias