Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Devo cobrar de um aluno autista que siga a rotina dos colegas?

Inclusão

POR:
NOVA ESCOLA
Heloisa Ramos. Foto: Marina Piedade Neury responde

Neurilene Martins é doutora em Educação e professora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge) e responde a dúvidas sobre sala de aula

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Francisco Burgos, São José do Egito, PE

A padronização da rotina e das atividades pedagógicas apresenta-se como uma prática incoerente quando o assunto é Educação inclusiva. Para que a inclusão dê resultados de fato, é necessário que o professor assuma a construção de um currículo ajustado às necessidades do aluno com deficiência. Nesse sentido, a flexibilização é recomendada, sempre tendo como foco a valorização das potencialidades singulares de aprendizagem e de desenvolvimento do estudante. Isso compreende adaptar rotinas escolares, recriar processos de ensino e de avaliação e propor atividades específicas. No caso de crianças autistas, é essencial oferecer propostas pedagógicas variadas. Essa diversidade, aliás, deve ser incorporada como princípio educativo no atendimento de todos.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias