A leitura como ferramenta para criar vínculo entre adultos e crianças

Leve e emocionante, “Para Gostar de Ler” pode ser exibido nas escolas pela internet

POR:
Caroline Monteiro
Crédito: Divulgação Itaú

Engana-se quem pensa que precisa ser alfabetizado para poder ler. Essa é uma das principais mensagens do documentário “Para Gostar de Ler”, que defende que as crianças manuseiem os livros mesmo quando ainda não conseguem decifrar as palavras. Uma produção focada principalmente nas famílias, mas em uma realidade que pode ser incentivada pelos educadores.

Lançado no final de agosto e disponível no YouTube, o filme mostra com exemplos reais e falas de especialistas a relação entre leitura e fantasia, imaginação, medo, cultura, família, afeto, carinho e inclusão. Fala sobre a mágica dos livros, que têm o poder de aproximar famílias, criar empatia desde os primeiros anos de vida de uma criança e até melhorar a economia do país.

No filme, cinco famílias, de diferentes cidades brasileiras, relatam como os livros estão inseridos em suas rotinas. A pequena Beatriz, 5 anos, descobriu por meio das histórias o que significa ser adotada. “Eu nasci da barriga de outra pessoa e também nasci no coração de minha mãe”, diz às câmeras. A mãe, Luciana, fala sobre a experiência. “Eu usei a história desse livro [O Menino que Não Nasceu da Barriga da Mãe] para explicar um pouco para ela a nossa história de vida”, conta.

Além das narrativas pessoais, o documentário traz depoimentos de profissionais de diversas áreas, como o médico e escritor Drauzio Varella, o historiador e professor da Unicamp Leandro Karnal, e a pedagoga Raquel Franzin, do Alana, que discutem, entre outros assuntos,

o papel da escola no desenvolvimento do gosto pela leitura.

“A leitura mediada também é muito importante, principalmente quando a gente está pensando na escola”, comenta Maria Antônia Goulart, consultora de Educação inclusiva do Movimento de Ação e Inovação Social (Mais). “A escola trabalha a construção da autonomia do aluno, na escolha do que ele vai ler e na leitura desse livro, mas, ela é também um espaço de construção de um projeto coletivo, de envolver mais os alunos na construção dessa cultura inclusiva”, completa.

“Para Gostar de Ler” incentiva que a leitura seja vista como um momento de diversão, criadora de vínculo entre adultos e crianças. “O fato de que tenha um adulto que dedica algum tempo à criança, faz com que ela sinta que ela valhe a pena, que ela tem valor e que ela é importante”, diz o neurocientista e psicoterapeuta João Figueiró, fundador do Instituto Zero a Seis. Para Drauzio Varella, os pais têm de dar o exemplo. Como os filhos vão ter vontade de ler se nunca viram os adultos com um livro na mão?

Produzido pelo Itaú em parceria com a Prodigo Films e a agência DPZ&T, “Para Gostar de Ler” foi dirigido por Eduardo Rajabally e está disponível na íntegra no YouTube. Você pode assistir abaixo:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias