"O Último Samurai": arte marcial como filosofia de vida

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

Conhecer algumas características das artes marciais (como o judô e o caratê,) como filosofia de vida, em contraposição à banalização da violência atual.

Conteúdo(s) 

Técnicas de luta, história das lutas e autodefesa.

 

Ano(s) 

6º, 7º, 8º, 9º

Material necessário 

  • Trechos do filme "O Último Samurai": cena do treinamento dado por Algren às tropas do imperador Meiji, em que ele tenta implementar a sua cultura ocidental (20m07s a 22m58s), trecho que mostra a captura dele pelos samurais, quando ele tem contato com arte marcial dos samurais (23m50s a 30m35s); e, por fim, quando já capturado, o diálogo dele com Katsumoto, o líder dos samurais, que o introduz à filosofia dos samurais (38m28s a 44m10s).

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Nathan Algren, um conceituado militar norte-americano, vivido pelo ator Tom Cruise, é enviado ao Japão no ano de 1870 para treinar os homens das tropas do imperador Meiji. A missão do militar é prepará-los para eliminar os últimos samurais que ainda vivem na região e insistem em se opor ao governante. Algren, porém, é capturado pelos inimigos e passa a observar e apreciar o modo e a filosofia de vida dos samurais. "As técnicas exibidas no filme mostram que a luta nada tem a ver com a violência", destaca a professora Joice Mayumi Nozaki, da EMEF Professor Mario Marques de Oliveira, em São Paulo.


Exiba os trechos do filme citados acima e, em seguida, organize um debate. Questione os alunos sobre as motivações dos samurais para se contrapor ao poder Meiji e ressalte a defesa da identidade e a importância do diálogo entre grupos diferentes. Pergunte por que o personagem de Tom Cruise mudou de opinião após conhecer os samurais. Peça uma pesquisa sobre lutas marciais praticadas atualmente em sites, como o Artes-marciais.net (clique aqui para acessar). Depois, em quadra, trabalhe técnicas básicas de luta e de autodefesa, como um modo de introdução à atividade física.
 

Avaliação 

Analise a participação de cada um no debate, a qualidade da pesquisa realizada e o desempenho nas atividades práticas de luta.

Créditos: Joice Mayumi Nozaki Formação: professora da EMEF Professor Mario Marques de Oliveira, em São Paulo

Compartilhe este conteúdo: