Micróbios: registro instrucional

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

  • Produzir um registro instrucional;
  • Saber o que são micro-organismos.

Conteúdo(s) 

Micro-organismos

Ano(s) 

3º, 4º, 5º

Tempo estimado 

O ano todo.

Material necessário 

Microscópio, cotonetes, meio de cultura (PDA) e estufa caseira.

Desenvolvimento 

1ª etapa 
Preparação
Antes de dar início ao trabalho, é preciso montar uma estufa caseira: caixa de papelão tampada com um buraco pelo qual seja possível colocar uma lâmpada incandescente.

Pergunte: "Por que devemos lavar as mãos?". Peça que os alunos levantem hipóteses. Em seguida, lance mais algumas questões: "O que são microorganismos? Como eles invadem o organismo humano? Onde podem se alojar?". Eles devem registrar suas ideias no caderno para posterior comprovação.

2ª etapa 

Prepare duas placas com PDA (meio de cultura à base de batata). Peça que um grupo de crianças, logo após usar o banheiro, passe cotonetes nas mãos e os esfregue em uma mesma placa. Em seguida, solicite que lavem bem as mãos e repitam o procedimento em outra placa. Identifique as duas e coloque-as em repouso dentro da estufa caseira.

3ª etapa 

Uma semana depois, peça que a turma observe se houve proliferação de microorganismos. Na amostra coletada depois de lavarem as mãos, eles também terão proliferado, mas em menor número.

4ª etapa 

Solicite que as crianças produzam um registro instrucional da experiência. Os textos devem incluir todas as informações essenciais (objetivos, descrição das etapas, materiais utilizados) e precisam ser claros o suficiente para que qualquer pessoa consiga reproduzir o experimento orientando-se apenas por ele.

Avaliação 

Analise os textos produzidos e veja se todos conseguiram descrever as etapas da experiência corretamente. Observe se os conceitos foram aprendidos e quais informações chamaram mais a atenção dos alunos. O uso de desenhos também deve ser considerado.

Flexibilização 

Na quarta etapa, promova uma discussão coletiva sobre a experiência e faça o registro escrito dos procedimentos e conclusões para que ele possa construir seu próprio texto em braile. Se necessário, amplie o tempo de realização dessa atividade. Forneça textos instrucionais em braile antecipadamente, como exemplo.

Deficiências 

Visual

Créditos: Glamis Miguel Formação: Professora da EE Marilene Terezinha Longhim, em São Carlos, SP.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias