Ler para escrever e aprender

POR:
professor

Objetivo(s) 

  • Refletir sobre o funcionamento do sistema alfabético de escrita.
  • Acionar estratégias de leitura que permitam descobrir o que está escrito e onde (seleção, antecipação e verificação).
  • Estabelecer correspondência entre a pauta sonora e a escrita do texto.
  • Usar o conhecimento sobre o valor sonoro das letras.
  • Dominar as correspondências entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro, de modo a escrever palavras e textos.
  • Compreender que palavras diferentes compartilham certas letras.
  • Perceber que palavras diferentes variam quanto ao número, repertório e ordem de letras.
  • Identificar semelhanças sonoras em sílabas.
  • Reconhecer que as sílabas variam quanto às suas composições.
  • Perceber que as vogais estão presentes em todas as sílabas.
  • Ler, ajustando a pauta sonora ao escrito.
  • Incentivar os alunos para o desnvolvimneto do gosto pela leitura, reconhecendo-a como uma fonte essencial para produzir textos.
  • Aprender procedimentos de leitor em situação de estudo.
  • Aprender características dos textos sabendo reconhecer, organizar e utilizar nas produções os recursos linguísticos presentes no texto.
  • Refletir sobre o funcionamento do sistema de escrita.

Conteúdo(s) 

Leitura de textos proposto no livro.

Escrita de palavras

Leitura das palavras escritas

Lista das palavras - professor como escriba

Leitura da lista de palavras com interveções que levem as alunos a refletir sobre o sistema de escrita alfabética

Escrita de fases e textos - professor como escriba

 

 

Ano(s) 

Tempo estimado 

Uma aula de 30 minutos em dias alternados aos de atividades de escrita, durante todo o ano.

Material necessário 

Livro "Girassol"

autores - José Roberto Bonjorno, Regina Azenha e Tânia Gusmão

editora -  FTD

 

Enciclopédias, dicionários ilustrados, vídeos e revistas especializadas.

Folhas de sulfite

Fita crepe

Canetas hidrográficas

cartolina

Textos poéticos (parlendas, poemas, quadrinhas e canções).

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Seleção do texto a ser trabalhado (parlendas, poemas, quadrinhas e canções) que considere interessantes e leia com a classe. Para que os leitores não-convencionais participem da atividade, garanta que saibam o texto de cor.

2ª etapa 

Informes sobre onde se inicia o texto, propondo que todos leiam juntos, acompanhando o que está escrito com o dedo enquanto cantam ou recitam. O desafio será ajustar o falado ao escrito.

3ª etapa 

Pedir que procurem algumas palavras e socializem com o grupo as pistas usadas para encontrá-las. Fazer com que justifiquem as escolhas e explicitem o procedimento para descobrir o que estava escrito. Nessas atividades são utilizados textos que já se sabe de cor para antecipar o que está escrito e letras e partes de palavras conhecidas para verificar escolhas.

4ª etapa 

Uma variação da atividade é entregar os textos recortados em versos ou em palavras e pedir que sejam ordenados. Para dar conta da tarefa, a garotada terá de acionar os conhecimentos que possui sobre o texto, os procedimentos de leitura já adquiridos e utilizar pistas gráficas (letras iniciais, finais etc.).

 

5ª etapa 

Identificação da palavra-chave no texto. 

Promoção do estudo da letra através do som.

Formação de novas palavras, frases e textos a partir do gênero do texto estudado.

6ª etapa 

Produção com a classe de uma lista com o nome dos textos criados pela turma selecionando os que vão compor a coletânea. 

Listagem das tarefas que devem ser cumpridas para a organização da publicação, como a seleção de textos e a elaboração da dedicatória, das ilustrações e da capa, definindo o prazo para o lançamento.

Reúnião dos textos produzidos  e revisados e colha sugestões para as ilustrações e a capa, proponha a escrita da dedicatória e comunique à comunidade escolar o lançamento da coletânea. 

Avaliação 

Registre suas observações sobre a participação dos pequenos: quais foram as pistas utilizadas e como eles justificaram escolhas. Anote também quais foram as suas intervenções mais importantes para a orientação da turma. Essas observações são fundamentais para o planejamento das atividades que virão a seguir. Analise se os alunos aprenderam alguns procedimentos de estudo, como grifar, destacar e localizar informações relevantes e se avançaram em suas conceitualizações sobre o funcionamento do sistema de escrita.  

Flexibilização 

O aluno pode ler o texto em casa, pedindo auxílio de leitura aos pais, para que possa se antecipar na memorização dos textos; disponibilizar copia no quadro ou cartaz para que o texto fique visualmente acessível, em tamanho amplo para facilitar a indicação das palavras com o dedo. Ajudando os alunos que encontre dificuldade em realizar a tarefa.

Deficiências 

Intelectual Visual

Créditos: Beatriz Gouveia Formação: Coordenadora do Programa Além das Letras, do Instituto Avisa Lá, e assessora em Educação, de São Paulo.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias