Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Como combater as delações no 2º ano do Fundamental?

Fofocas

POR:
NOVA ESCOLA
Telma Vinha. Foto: Marina Piedade E agora, Telma?

Telma Vinha é professora de Psicologia Educacional na Unicamp e tira dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Carla Lucilene da Silva Júlio, Lagoa Santa, MG

Entre os pequenos, a delação é uma forma de obter a aprovação do professor. A partir de 9 ou 10 anos, é uma tentativa de pedir justiça. Já na adolescência, essa postura diminui, pois os jovens temem menos a autoridade e se preocupam mais com a manutenção da imagem perante o grupo. Ou seja: a atitude faz parte do desenvolvimento infantil e, no 2º ano, é natural. Isso não quer dizer que ela deva ser estimulada. A delação ocorre, por exemplo, quando pedimos que o ajudante marque quem bagunçou ou ameaçamos a classe para descobrir um infrator. Se uma criança conta que um colega não cumpriu uma regra, por exemplo, vale devolver o problema a ela, perguntando como fazer para lembrá-lo dos combinados. A delação pode ser trabalhada com a turma nas discussões sobre dilemas morais. Lembre que nem sempre sabemos o que fazer e que há prós e contras nas ações. A ideia não é moralizar, mas promover o raciocínio moral de forma que a criança seja capaz de analisar situações sob diversas perspectivas, podendo agir com maior autonomia e responsabilidade.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias