jogo da velha humano adaptado

POR:
professor

Objetivo(s) 

  • Desenvolver a habilidade de bater bola;
  • Aprimorar o trabalho em equipe.

Conteúdo(s) 

 
  • Habilidade de bater bola;
  • Trabalho em equipe.

Ano(s) 

Tempo estimado 

3 aulas

Desenvolvimento 

1ª etapa 
Desenhe com giz um jogo da velha no chão. Peça que as crianças se dividam em duas equipes e separem alguns objetos que possam servir de peças do jogo: chinelos e cadernos, por exemplo. Diga que a proposta é praticar o jogo da velha humano. Disponha no chão os objetos que servirão como peças e explique as regras: uma criança de cada equipe deve andar por determinado percurso enquanto bate a bola e, quando se aproximar de um objeto, precisa abaixar para pegá-lo, mantendo o movimento da bola. Ela deve, então, optar por colocar o objeto em alguma casa do jogo da velha, pensando que o objetivo é alinhar três peças em sequência.

Avaliação 

Fique atento a aspectos como nível de participação, principais dificuldades encontradas e capacidade de compreensão das regras. Caso perceba que uma equipe está muito mais forte, sugira uma reorganização dos alunos e uma nova partida.

Flexibilização 

Aproveite as oportunidades em que todos os alunos terão que considerar as diferentes possibilidades de realizar uma tarefa, garantindo a participação de cada um. Contar com o apoio necessário é um princípio, e é importante que o papel do parceiro do aluno com deficiência possa ser exercido por todos, que devem se revezar nesta tarefa. No caso de não ser possível bater a bola durante o percurso, podemos sugerir outros desafios pertinentes às possibilidades que cada um apresenta: lançar a bola para seu parceiro e recebê-la de volta ao longo do percurso pode ser uma boa saída. Outra ideia é recolher objetos que lhes são oferecidos por outros componentes durante a trajetória (alguns colegas se organizam ao largo da pista e vão entregando bolas, bandeiras etc., e o aluno deve pegá-los e sustentá-los até o final). Podemos também sugerir que ele faça o percurso apenas segurando o objeto a ser colocado no tabuleiro gigante, enquanto seu parceiro o acompanha batendo a bola.

Deficiências 

Visual

Créditos: Fabio D'Angelo Formação: Do Instituto Esporte e Educação, em São Paulo, e selecionador do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10. Créditos: Maria da Paz Castro (Gunga) - Flexibilização Formação: Orientadora de Práticas Inclusivas da Escola da Vila, São Paulo, SP.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias