"A Festa de Babette": aproxime a garotada dos contos de Clarice Lispector

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

Comparar as linguagens cinematográfica e literária.

Conteúdo(s) 

A linguagem cinematográfica e a literária.

Ano(s) 

7º, 8º

Material necessário 

Filme "A Festa de Babette".

Trechos selecionados
A sequência em que o jantar de aniversário é servido (1h04m20s a 1h41m06s), que será usada como base para a atividade.

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Introdução
Na Dinamarca do século 19, duas irmãs vivem numa aldeia isolada com o pai, que é o pastor de uma pequena igreja protestante. Alguns anos depois, uma francesa refugiada chamada Babette implora por ajuda e passa a trabalhar como governanta da casa. Após a morte do pai, as duas decidem realizar um jantar para comemorar o 100º aniversário de seu nascimento. "A Festa de Babette pode ser trabalhada para comparar a linguagem cinematográfica e a literária, já que o texto lembra bastante um conto de Clarice Lispector (1920-1977)", comenta o professor Claúdio Bazzoni, assessor da prefeitura de São Paulo.

Mostre à turma a cena de A Festa de Babette, que tem uma forte semelhança com o conto A Repartição dos Pães, da escritora Clarice Lispector, do livro Laços de Família (Rocco, 1998, 126 págs., 24 reais, tel. 21/ 3525-2000). Proponha a leitura individual do texto. Se for a primeira obra da autora lida pela turma, fale um pouco sobre ela e sobre sua produção. Após a leitura, esclareça possíveis dúvidas e, em seguida, peça que escrevam individualmente sobre as analogias que encontraram entre o conto e o filme. Organize uma discussão coletiva sobre como o mesmo tema foi tratado de forma diversa por meio da linguagem literária e cinematográfica.
 

Avaliação 

Analise os textos produzidos observando se o tema sugerido por você foi contemplado. Avalie também a participação dos estudantes no debate, verificando se o conteúdo tratado foi compreendido por todos.

Créditos: Claúdio Bazzoni Formação: assessor da prefeitura de São Paulo

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias