As fases da Lua e os eclipses lunares e solares

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

Ensinar como acontecem as diferentes fases da Lua e quais as condições necessárias para que ocorram os eclipses solares e lunares.

Conteúdo(s) 

Fases da lua
Eclipse solar
Eclipse lunar

Ano(s) 

6º, 7º, 8º, 9º

Tempo estimado 

5 aulas

Material necessário 

- 1 globo terrestre ou bola com diâmetro de aproximadamente 25 cm
- 1 bola de tênis ou outra bola com diâmetro de cerca de 7 cm
- 1 lanterna ou luminária

Desenvolvimento 

1ª etapa 

O uso de objetos como o globo terrestre ou a bola de tênis ajudam na compreensão do aluno com deficiência visual. No lugar da lanterna, você pode usar pedaços de tecido ou de isopor com as fases da Lua recortadas, para que ele sinta os diferentes formatos (se o aluno conseguir distinguir claro de escuro use a lanterna, mas tome o cuidado de verificar se ela ilumina bem, para causar o contraste adequado). Ouvir as descrições dos colegas a respeito do fenômeno também é muito importante. No momento em que os alunos se mexem, representando os movimentos da Lua em torno da Terra faça com que o aluno cego segure um pedaço de barbante junto do colega para que ele acompanhe a direção do movimento. Faça com que o aluno conte sempre com a ajuda dos colegas e conte também com a ajuda do profissional responsável pelo AEE no contraturno.

Para iniciar o assunto, pergunte aos alunos em que horários é possível observar o Sol e em quais horários a Lua. Pergunte de quais formas eles já viram a Lua no céu. Você pode utilizar fotos de paisagens, onde se vê o satélite em diferentes fases, para evidenciar os diferentes "formatos" da Lua. Como a Lua "muda" de formato ao longo de um mês? Peça que registrem essa explicação por meio de desenhos ou esquemas com legendas. Essas informações serão utilizadas para avaliar a compreensão dos alunos sobre esse tema, ao final das atividades.

2ª etapa 

Para simular o movimento da Lua ao redor da Terra, coloque o objeto que você utilizará para representar a Terra sobre uma mesa. Peça a um aluno que represente o movimento da Lua ao redor da Terra. Após esse primeiro momento, informe aos alunos que o tempo que a Lua leva para dar uma volta ao redor da Terra é quase igual ao tempo que leva para dar um giro em seu próprio eixo, de maneira que sempre vemos a mesma face da Lua. Como o aluno que representa a Lua deve se mover ao redor da Terra? Após as sugestões dos alunos, eles devem perceber que uma forma possível é o aluno-lua se mover com a face voltada o tempo todo para a Terra. Assim, quando o aluno completar uma volta terá realizado um giro em seu eixo, de forma semelhante ao que ocorre com a Lua. 

Continuando com a simulação, peça a um dos alunos que fique no lugar da Terra enquanto o aluno-lua se move ao redor dele. O aluno no centro representará um observador na Terra, no Hemisfério Sul, olhando para a Lua. Com uma lanterna ou luminária fixa em uma posição da sala, ilumine a cabeça do aluno-Lua enquanto ele se move ao redor do observador. Peça ao aluno que está no centro que diga qual a porção do rosto (todo, lado direito, nada ou lado esquerdo) que é iluminado. Eles devem perceber que a porção iluminada varia conforme o aluno-lua se move, de forma semelhante ao que ocorre com a Lua.

simular movimento da lua ao redor da Terra

A lanterna ou luminária representa a luz emitida pelo Sol. Nessa simulação, peça que indiquem em qual posição o aluno-lua deve ficar para representar a lua cheia, onde toda a face do aluno-lua será iluminada.

3ª etapa 

Pergunte aos alunos o que eles sabem sobre eclipses e como eles explicariam esse fenômeno. Peça que registrem suas explicações, que servirão para avaliar a compreensão dos alunos a respeito do tema. Conforme os alunos forem apresentando as informações utilize as esferas de diferentes diâmetros e a fonte de luz para representar as posições da Terra, da Lua e do Sol a fim de que ocorra um eclipse solar ou lunar. Os alunos devem perceber que, no eclipse solar, a sombra da Lua incide na superfície da Terra, impedindo que se veja o Sol ou parte dele. E, para que isso aconteça, a Lua deve estar na fase nova, quando a Lua se encontra entre a Terra e o Sol. Já no eclipse lunar, a sombra da Terra é projetada na Lua. E isso só pode ocorrer durante a Lua cheia, quando a Terra se encontra entre a Lua e o Sol. 

Durante a simulação, pergunte aos alunos por que em toda Lua nova não ocorre um eclipse solar e em toda Lua cheia não ocorre um eclipse lunar? Conforme os alunos forem apresentando suas ideias, utilize as esferas e a fonte de luz para representar as situações. Eles devem perceber que a órbita da Lua não está no mesmo plano do da órbita da Terra - algo que muitas vezes não é ressaltado nas ilustrações de livros. Assim, só ocorrerá um eclipse solar ou lunar quando Terra, Sol e Lua estiverem exatamente alinhados, como mostrado na ilustração abaixo. 

Representação da órbita da Lua e da órbita da Terra (fora de escala)

Representação da órbita da Lua e da órbita da Terra

Legenda: LC = Lua Cheia ; LN = Lua Nova

Avaliação 

Peça que os alunos revejam as explicações que registraram sobre como ocorrem as fases da Lua e os eclipses, que eles fizeram antes de realizar as simulações, e indiquem como alterariam o registro. Verifique se eles relacionam a ocorrência de eclipses solar ou lunar com as fases da Lua nova e cheia, respectivamente.

Deficiências 

Visual

Créditos: Cristian Annunciato Formação: Professor de Física e pesquisador da Sangari Brasil, em São Paulo

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias