Exposição de desenhos feitos com lápis grafite

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

  • Observar e produzir texturas. 
  • Desenhar utilizando as diferentes tonalidades obtidas com o lápis 6B. 
  • Ampliar o repertório gráfico. 

Conteúdo(s) 

Desenho

 

Ano(s) 

3º, 4º

Tempo estimado 

8 aulas

Material necessário 

Desenhos feitos pelos alunos com lápis de cor (se não dispor de um acervo, proponha que façam). Objetos diversos com texturas, como tecidos, lixas, rendas, moedas, folhas etc. Papel sulfite, cartolina branca cortada no tamanho A4 e lápis 6B. Imagens de obras de Maurits Cornelis Escher.

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Introdução 
Selecione algumas produções dos alunos e peça que eles contem o que fizeram para obter a variedade de tons coloridos. Questione se usaram a mesma cor para obter tons diferentes, manipulando o lápis de maneiras variadas, por exemplo.

Pergunte às crianças para que tipo de atividade elas costumam usar o lápis. Questione seu uso para desenhar e proponha a experiência com o 6B.

 

2ª etapa 

Convide os alunos a desenhar a sola do tênis de cada um. Explique que não é preciso copiar - basta usar uma técnica chamada frotagem. Em dupla, enquanto uma criança segura o próprio calçado com a sola virada para cima, o colega apoia a folha sobre ela e passa o lápis no papel para imprimir a textura. Estimule-os a usar o lápis inclinado em ângulos diversos.

 

3ª etapa 

Reúna os estudantes e socialize as produções. Questione os resultados obtidos. A turma precisa concluir que, quanto mais inclinado o lápis, melhor a textura impressa. Exponha todas na sala para iniciar uma coleção de repertório gráfico.

 

4ª etapa 

Desafie as crianças a copiar outras texturas. Disponibilize lixas, rendas etc. e distribua o sulfite. Depois, pergunte como elas poderiam desenhar essas texturas sem usar a frotagem. Como obter os diferentes tons para reproduzi-las? O grupo precisa perceber que a intensidade da força utilizada, a inclinação do lápis e o traçado de pontos e linhas são elementos que devem ser considerados para isso. Para ajudar na busca por respostas, apresente imagens de Escher e pergunte como ele utilizou somente o lápis e conseguiu obter tantas tonalidades e texturas. Inclua as produções na coleção para novas análises coletivas.
 

5ª etapa 

Como lição de casa, peça que os alunos busquem objetos que apresentem texturas (como uma casquinha de sorvete) e desenhem-nos na cartolina com o lápis 6B. No dia seguinte, reúna-os para debater o processo de obtenção das imagens e exponha os trabalhos no mural.

6ª etapa 

Com um repertório gráfico amplo, proponha ao grupo criar desenhos livremente na cartolina, preenchendo tanto as figuras como o fundo do papel com texturas, para depois organizar uma exposição na escola.

Produto final 
Exposição de desenhos.

Avaliação 

Observe como as crianças exploram o lápis 6B. Elas devem variar a inclinação e empregar níveis de força diferentes para obter as texturas. Durante as socializações, ajude a turma a identificar as texturas, as linhas utilizadas e as nuances obtidas com o grafite.

Créditos: Karen Greif Amar Formação: Professora da Escola da Vila, em São Paulo, SP.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias