É aconselhável pedir que o aluno saia da sala de aula quando ele está atrapalhando?

Há conflitos de vários tipos em classe e cada um pede uma intervenção diferente - que visa educar, e não punir

POR:
NOVA ESCOLA
Telma Vinha. Foto: Marina Piedade E agora, Telma?

Telma Vinha é professora de Psicologia Educacional na Unicamp e tira dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Fábio da Silva Ribeiro, Simão Dias, SE

Sua questão é complexa, Fábio. Há conflitos de vários tipos em classe e cada um pede uma intervenção diferente - que visa educar, e não punir. Pesquisas mostram que o estudante colocado para fora se sente injustiçado e aceita sair apenas por medo de uma punição maior. Essa medida reprime temporariamente o problema, mas não o soluciona. Contudo, há situações em que a exclusão é necessária - quando, por exemplo, o aluno atrapalha a apresentação de um grupo. Nesse caso, ele deve sair e decidir quando voltar à sala sem perturbar a atividade. O importante não é a obediência, mas a atitude de cooperação. Nem sempre a sanção é essencial. Você pode, em particular, conversar com o estudante, descrever o problema e pedir que apresente soluções. Se a atitude persistir, deve cobrar o combinado. Quando ele próprio decide o que fazer, toma consciência dos atos e da necessidade de regras para melhorar a convivência.