Como medir áreas

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

- Compreender que a medida envolve a comparação entre duas grandezas da mesma natureza.
- Verificar quantas vezes uma grandeza de medida cabe na outra.
- Identificar relações entre áreas por meio de composição e decomposição de figuras.

Conteúdo(s) 

- Composição de figuras

 

Ano(s) 

4º, 5º

Tempo estimado 

Seis a sete aulas.

Material necessário 

Quadrados, retângulos, trapézios, hexágonos e losangos de papel colorido; coleção de quadrados, círculos e retângulos de papel; tangram recortado; geoplano de madeira ou papel.

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Organize uma roda de conversa com a turma toda e pergunte aos alunos o que significam expressões como: "A área do terreno da minha casa é maior do que a da sua", "A área da quadra de futebol de salão é de 375 m²" e "Como saber quantas lajotas ou peças de piso são necessárias para se cobrir o chão de uma sala de aula?". Os alunos podem dizer que a área é o espaço que ocupa a casa ou a quadra. Prepare um painel com as informações recolhidas e deixe-o exposto na sala. À medida que as atividades avançarem, acrescente as outras informações.

2ª etapa 

Distribua quadrados e retângulos de papel colorido para cada um dos alunos e explique que esses objetos servirão como unidade de medida de algumas superfícies. Forme grupos com quatro ou cinco estudantes e proponha que eles cubram uma folha de papel sulfite com as diferentes formas. Cada grupo deve mostrar como procedeu para medir a superfície do papel. Em seguida, dê algumas formas reduzidas planas (retângulos, triângulos, trapézios, hexágonos) e uma coleção de quadrados, círculos e retângulos de papel maiores. Peça que recubram cada forma maior com as peças de papel. Registre os resultados e discuta-os: "Que forma recobre melhor o objeto? Por quê?".

3ª etapa 

Diga que construam uma série de formas (que tenham áreas variadas) usando papel quadriculado. Peça que os alunos as ordenem a maior área para a menor. Depois, peça que contem os quadrados que existem em cada forma.

Dê aos estudantes um conjunto de formas geométricas e pergunte qual é a de maior área. Use o geoplano (conforme o modelo da figura a seguir) para que as crianças possam comparar as áreas por meio da contagem dos quadrados. 

4ª etapa 

Organize duplas e proponha aos alunos que desenhem o contorno de várias figuras usando as peças do tangram, como indicado abaixo. Pergunte às crianças quais figuras são de maior, menor ou igual área, tendo como auxílio as peças do tangram. Peça que expliquem suas conclusões e as anote num cartaz para que sejam consultadas posteriormente. 

Avaliação 

Apresente figuras de formas diversas, mas com pouca diferença em suas áreas. Os alunos devem ordená-las da menor para a maior e justificar.

Flexibilização 

Para cadeirantes ou alunos com dificuldade na linguagem Amplie os objetivos para as aquisições individuais do aluno com deficiência física, desenvolvendo adaptações de materiais e intervenções diferenciadas. Faça perguntas individuais que exijam respostas afirmativas ou negativas. Não restrinja essas perguntas somente ao início da discussão, pois esses questionamentos favorecem a atenção do estudante durante toda a aula, principalmente se ele perceber que poderá ser solicitado a qualquer momento. Organize um trio para ele fazer parte e combine com os colegas quais ações podem favorecer a participação de todos. Se necessário, seja um modelo ao grupo. Veja que a participação do aluno com deficiência pode envolver a criatividade e o empenho dos colegas. Ele pode medir uma parte da área com a ajuda dos demais e, depois, controlar a contagem das medidas que eles realizarem. Substitua a folha de papel sulfite por uma superfície mais resistente, que possibilite seu manuseio, considerando sua dificuldade motora (pode ser uma prancha de madeira ou papelão); as formas podem ser em EVA. Faça a adaptação desse papel quadriculado sobre uma base mais resistente. Avalie as adaptações de materiais e intervenções.

Deficiências 

Física

Créditos: Ida Maria Fanchini, Formação: professora da EE José Carlos da Silva Junior, em São Paulo.

Compartilhe este conteúdo: