Como estimular a prática do inglês no cotidiano com o filme "Melhor é Impossível"

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

Aprender vocabulário sobre atividades do cotidiano, hábitos e manias.

Conteúdo(s) 

Conjugação verbal (presente simples), vocabulário relativo ao cotidiano e expressões linguísticas que denotam preconceito.

Ano(s) 

6º, 7º, 8º, 9º

Material necessário 

Trechos selecionados
Cena sobre a personalidade do protagonista (cena 1 - 3m38s a 04m45s; cena 2 - 10m10s a 10m42s); os diálogos preconceituosos com o vizinho e o empresário (cena 1 - 0m27s a 3m37s; cena 2 - 05m48s a 10m09s); conversas com a garçonete (cena 1 - 10m42s a 14m40s; cena 2 - 21m15s a 23m22s; cena 3 - 32m46s a 34m40s).

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Introdução
A comédia romântica Melhor É Impossível traz grandes nomes de Hollywood, como Jack Nicholson, no papel de um homem cheio de excentricidades e pouco tolerante com as diferenças das pessoas ao seu redor, e Helen Hunt, que vive uma garçonete - ambos vencedores do Oscar por essa atuação. Racista, machista e homofóbico, o protagonista da trama acaba tendo de lidar justamente com pessoas pelas quais ele sente preconceito. A professora de inglês Karla Avanço, de Goiânia, explica que, além do vocabulário, o filme oferece uma oportunidade de incentivar a prática oral.

Antes de iniciar a exibição, peça que os estudantes fiquem atentos às expressões relativas à rotina e as que demonstram preconceito e anotem tudo. Passe o filme em inglês e com legenda em inglês. Depois, liste as expressões anotadas e busque construir traduções coletivamente. Estimule a garotada a debater, em inglês, a mudança de comportamento do protagonista após ser obrigado a sair de sua zona de conforto.

Avaliação 

Observe a participação de cada um no debate e encomende uma resenha crítica (desde que o gênero já tenha sido trabalhado).

Créditos: Karla Avanço Formação: professora de inglês

Compartilhe este conteúdo: