Antecipando resultados

POR:
novaescola

Objetivo(s) 

- Estimar, antecipando resultados aproximados sem calcular a resposta exata.
- Antecipar e controlar o resultado de cálculos. 

Conteúdo(s) 

Adição e subtração

Cálculo aproximado

Ano(s) 

6º, 7º, 8º, 9º

Tempo estimado 

Cinco aulas.

Material necessário 

Cartolina. 

Desenvolvimento 

1ª etapa 

Proponha que os alunos respondam oralmente e sem fazer a conta armada às seguintes questões. Explique que quem souber a resposta deve levantar a mão e esperar para que todos tenham tempo de resolver: 

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal)
Aproveite para fazer a mediação individual com o aluno e ajudá-lo a encontrar hipóteses.

a) O resultado de 335 + 285 é maior ou menor do que 600? 

b) O resultado de 678 - 304 é maior ou menor que 400? 

c) O resultado de 767 - 343 é maior ou menor que 400? 

d) O resultado de 529 + 353 é maior ou menor que 600? 

Peça que expliquem como pensaram cada caso e registre no quadro as diferentes estratégias. Oriente para que copiem no caderno. É esperado que a fala dos estudantes se ancore no conhecimento que têm sobre as regularidades do sistema de numeração decimal. Por exemplo: "Se já sei que 300 + 200 = 500 e que o restante da soma deve ser maior que 100, sei que 335 + 285 é maior que 600". Conte ao grupo que estimar é uma estratégia muito utilizada no dia a dia para saber, por exemplo, quanto se gastará em uma compra sem ter de somar o valor exato de cada produto. Pergunte o que é preciso saber fazer para chegar aos resultados corretamente. Peça que cada um responda à questão por escrito. 

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal) 
Quando necessário, use o quadro com exemplos de valores diferenciados e relações com as regularidades do sistema numeral. Essa ilustração também poderá favorecer outros alunos.

2ª etapa 

Retome as anotações dos alunos e apresente alguns problemas com valores que facilitem o arredondamento, como: "Ana irá ao supermercado, mas não levará a calculadora. Ela tem 50 reais e quer comprar uma caixa de leite, que custa 27 reais, e um pacote de fraldas, cujo preço é 29 reais. O dinheiro de Ana é suficiente? 

3ª etapa 

Organize a turma em duplas e proponha que procurem entender o raciocínio desse garoto: "Um estudante do 2º ano queria saber se 240 + 190 era maior ou menor do que 500. Então, ele pensou que o resultado da soma seria, aproximadamente, 240 + 200 = 440, logo 240 + 190 é menor do que 500". Proponha uma discussão coletiva e questione: é uma estratégia válida e eficiente? A resposta está certa? Ofereça a calculadora para um aluno conferir o resultado. 

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal)
Quando necessário, faça adequações nas instruções e nos valores, mas mantenha o mesmo contexto dos problemas. Dessa forma, todos participam da discussão coletiva.

4ª etapa 

Apresente outros números propícios para arredondar e peça que todos estimem os resultados. Por exemplo: 201 + 340, 897 - 391 e 1.643 - 789. Sugira que confiram as respostas na calculadora e registrem no caderno as estratégias utilizadas. 

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal)
O aluno que já usa calculadora pode ser responsável por conferir os resultados. A colaboração e a divisão de tarefas são organizações que favorecem a integração das diversas habilidades.

5ª etapa 

Apresente uma reta numérica (veja o exemplo abaixo) e proponha que o grupo localize nela onde estão os resultados dos seguintes cálculos:

reta numérica

a) 1.784 + 2.549
b) 1.359 + 2.100
c) 1.360 + 898
d) 1.326 - 3.000 

6ª etapa 

Nesta etapa do trabalho, os alunos já devem ter se apropriado de várias formas de antecipar pautadas no arredondamento e na quantidade de algarismos que o possível resultado possa ter. Convide-os agora a pensar quantos algarismos terão os resultados de: 785 + 909, 751 + 588, 1.009 + 9.001, 6.176 - 2.099 e 440 - 338. 

7ª etapa 

Peça que encontrem o resultado correto de cada cálculo sem fazer a conta armada: 

a) 635 + 385 = ( ) 1.035 ( ) 975 ( ) 1.020 

b) 867 - 103 = ( ) 764 ( ) 964 ( ) 860 

c) 357 + 708 = ( ) 1.065 ( ) 105 ( ) 1.016 

O objetivo é ampliar os recursos construídos nas etapas anteriores para os cálculos aproximados a fim de encontrar resultados exatos. Diga às crianças que justifiquem suas escolhas e expliquem por que descartaram as demais. Discuta se é possível extrair dicas dessa atividade para completar os registros. Evidencie que há algumas ações que os ajudam a ter rapidez e agilidade de cálculo. Por exemplo: frente às respostas do item c), ao ter de somar 7 + 8, pode-se apoiar no conhecimento de que 7 + 7 = 14 e que mais 1 = 15.

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal)
Diga ao aluno com deficiência intelectual para escolher a melhor estratégia para resolver o problema. Analise os registros e anotações para entender seu raciocínio e saber quais suas dificuldades. Proponha diversos desafios ao estudante, seja repetindo as atividades ou mudando o enunciado e os caminhos de resolução.

Elabore um cartaz com a turma destacando as estratégias para decidir com rapidez situações diversas e deixe-o exposto na sala para consulta. 

Flexibilização para deficiência intelectual (aluno alfabetizado que reconhece o sistema numeral decimal)
Acrescente exemplos de operações com resultados que sirvam como referência e consulta.

Avaliação 

Proponha novos problemas, como: "Tenho 1.550 reais e quero comprar um celular que custa 750 reais e um tênis por 580 reais. Meu dinheiro será suficiente?" Esclareça que os estudantes devem resolver as questões antecipando os resultados, sem calcular, e depois registrar as estratégias. Analise se a turma buscou saídas de antecipação eficientes e discutidas anteriormente.

Flexibilização 

Amplie os objetivos propondo aquisições básicas para cada atividade, faça adequações quanto aos valores e recursos de apoio para as operações. Estimule a colaboração (colegas mais avançados exercitam suas habilidades e contribuem com exemplos).

Deficiências 

Intelectual

Créditos: Camila Fleury Formação: Professora da Escola Bakhita, na capital paulista Créditos: Cleusa Capelossi Formação: Coordenadora pedagógica da Escola Bakhita e formadora de professores da Rede Municipal de Ensino São Caetano do Sul, na Grande São Paulo. Créditos: Valéria Garcia Dias Formação: Professora da Nova Escola Judaica, em São Paulo e pós-graduada em Educação Matemática pela PUC-SP

Compartilhe este conteúdo: