Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Sou jovem e da periferia sim, com muito orgulho

Com liberdade de reflexão e versos de rap, os estudantes de Morro Doce, em São Paulo, construíram sua identidade a partir do lugar onde vivem e lançaram seu olhar crítico sobre o mundo globalizado, rejeitando “rótulos”

POR:
Maggi Krause

Num espaço externo da escola, o professor Fábio está de pé e ao redor dele, se encontram 9 alunos de cerca de 15 anos.
Fábio trabalhou com a ideia do protagonismo para discutir a identidade com seus alunos. Crédito: Raoni Maddalena

Educador Nota 10
: Fábio Augusto Machado
EMEF Professora Marili Dias
São Paulo, SP
Geografia
6º ao 9º ano

Projeto: A construção da identidade
Número de alunos da turma: 80
Duração do trabalho: 1 ano

Resumo do projeto:
Em uma realidade de desvalorização do jovem da periferia, o trabalho constrói um percurso a partir da questão “Quem sou eu” e utiliza as múltiplas linguagens da Geografia: produções textuais, fotografia, música, vídeos, representações espaciais.  A ideia do protagonismo e da autoria é trabalhada ao longo de todo projeto e permite aos alunos descobrirem suas múltiplas identidades e criatividade.  

Por que o trabalho foi premiado?
“Além de muito bem executado, o projeto tem seu desenvolvimento compartilhado com os alunos, com quem o professor estabeleceu uma parceria produtiva. Nos vídeos enviados (parte 1 e parte 2) aparecem excelentes exemplos de mediação cuidadosa ao tratar de questões complexas como as múltiplas identidades dos jovens e a percepção de sua inserção excludente na sociedade capitalista. Construir conhecimento pelo debate de ideias e reflexão é um fundamento da Geografia que incentiva as oralidades e posicionamentos, mas é comum a dificuldade em dialogar. Nesse projeto, a prática está muito estruturada na forma como Fábio interage e movimenta o debate e na oralidade dos estudantes. O professor planejou intervenções importantes e proporcionou um repertório conceitual com fontes de qualidade (vídeos sobre globalização do professor Milton Santos e uma entrevista de Zygmunt Bauman sobre identidade e modernidade).”
Sueli Angelo Furlan, doutora e professora no Departamento de Geografia da USP e selecionadora do Prêmio Educador Nota 10

Clique aqui e confira a sequência didática "A construção da identidade do jovem".

Assista à entrevista com o professor abaixo 

Assista, também, ao vídeo do projeto
 

Tags

Guias