Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
09 de Agosto de 2017 Imprimir
5 4 3 2 1

Mais de 13 mil professores se inscreveram no processo seletivo de NOVA ESCOLA

Os educadores selecionados produzirão planos de aula de Matemática para turmas do Ensino Fundamental. Em 2018, serão abertas inscrições para interessados em produzir material de todas as outras disciplinas da etapa

Por: NOVA ESCOLA
Patrick Cassimiro

O número de inscritos no processo seletivo para a equipe que produzirá planos de aula com NOVA ESCOLA superou expectativas. Foram apenas 30 dias de inscrições abertas, mas cerca de 13 mil professores brasileiros se interessaram em fazer parte da equipe que produzirá 1.500 planos de aula de Matemática para turmas do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

Entre os candidatos, serão selecionados 150 professores. O time estará formado na segunda semana de setembro deste ano e participará de um encontro de formação presencial de três dias em novembro antes de colocar a mão na massa. A ideia é que essa equipe elabore atividades que incentivem os alunos a aprender enfrentando desafios matemáticos, dê orientações sobre como gerir a sala de aula, adiante quais dificuldades podem surgir numa turma heterogêna e sugira intervenções que façam todos os estudantes avançarem. Quando o material estiver pronto, em março de 2018, tudo ficará disponível gratuitamente no site de NOVA ESCOLA.

Para quem perdeu o prazo de inscrição ou tem interesse em elaborar materiais de outras disciplinas, fique de olho no início do ano que vem. No primeiro semestre, serão abertas inscrições para as outras disciplinas obrigatórias do Ensino Fundamental previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Língua Portuguesa, Ciências, Inglês, História, Geografia, Arte e Educação Física (se tiver interesse, clique aqui). Até 2019, teremos 6.000 planos no ar.

O objetivo da iniciativa, liderada por NOVA ESCOLA e apoiada pela Fundação Lemann e o Google, é valorizar o professor como quem realmente entende de sala de aula. Com o material no ar, espera-se que boas práticas docentes sejam reconhecidas e disseminadas e que qualquer professor do país se sinta apoiado com recursos de qualidade e adaptáveis à realidade de qualquer escola.

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar