Em busca do tesouro escondido

Desenhar um mapa tem segredos. Para dominá-los, a turma experimentou jogos de percurso, analisou e detalhou com cuidado as próprias produções

POR:
Maggi Krause

No parquinho da escola, três duplas de alunos olham para uma folha de papel.
A turma fez um mapa que passava por espaços dentro da escola e foi usado por outra classe. Crédito: Alexandre Battibugli

Educadora Nota 10: Selene Coletti
EMEB Coronel Francisco Rodrigues Barbosa
Itatiba, SP
Matemática
1º ano

Projeto: Mapas do tesouro que são um tesouro
Número de alunos: 30
Duração do projeto: 3 meses

Resumo do projeto:
O objetivo de Selene era contribuir para a construção da noção de espaço, aprimorando os conceitos de lateralidade, pontos de referência e representações gráficas de percursos. Isso inclui aprender sobre a localização de pessoas e objetos no espaço, fazer a comunicação e a interpretação de deslocamentos e trajetos por meio de desenhos e instruções orais ou escritas. A proposta aos alunos foi a produção de um mapa do tesouro.

Por que o trabalho foi premiado?
“Selene escolheu uma temática que é muito relevante, mas costuma ser pouco explorada no Ensino Fundamental I. E propôs um desafio com características lúdicas, que envolve as crianças dessa faixa etária. A documentação enviada explicitou o posicionamento reflexivo da educadora, que foi em busca de estudo e solução para o que observava na produção do seu grupo de alunos. As análises realizadas com base nas interações em sala e em uma escuta ativa das dificuldades da turma pautaram o planejamento ao longo de toda a sequência. Considerando o grau de desafio proposto e as situações de revisão, ficou clara a confiança da professora na possibilidade de produção intelectual dos alunos. Ela se mostrou preocupada e comprometida em acompanhar a evolução deles ao longo das etapas e fez intervenções produtivas. Além disso, explorou bem o uso da tecnologia a favor das aprendizagens.”

Lilian Ceile Marciano, formadora de professores do Fundamental I na área de Matemática e selecionadora do Prêmio Educador Nota 10

Registros e reflexão sobre a prática
Selene participa do Projeto Observatório de Educação, cujo foco de estudo é o letramento e o letramento matemático. Uma das atividades que promove reflexão constante sobre a prática é a escrita de narrativas mensais. Veja os exemplos abaixo:
- Mapas que não são "do" tesouro mas que são "um" tesouro
- "Um para baixo, mais um para baixo... vira à direita, sobe dois..." - Construindo interativamente a noção de espaço
- Mapa do tesouro: "temos que fazer bem feito para que eles possam entender"


Clique aqui e confira o plano de aula "Construindo mapas de percurso", elaborado por Selene e Lilian.

Assista à entrevista com a professora abaixo
 

 



Veja, também, o vídeo do projeto

Tags

Guias

Tags

Guias