Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Bebês acolhidos com afeto e respeito na creche

Marilei Chableski organizou ambientes, atividades e experiências que consideram as características individuais das crianças e as expectativas das famílias na chegada à Educação Infantil

POR:
Maggi Krause


Objetos pessoais e hábitos que as crianças têm em casa foram levados para a escola. Crédito: Edu Lyra

Educadora Nota 10: Marilei Roseli Chableski
CEI Adhemar Garcia
Escola pública urbana
Joinville, SC
Educação Infantil – Creche

Projeto: Pé com café
Número de alunos: 16
Etapa: Berçário 1 – 0 a 1 ano
Duração: 10 meses

Resumo do projeto:
Fazer com que os bebês se sentissem acolhidos, desenvolvessem relações de afeto e confiança com os adultos do CEI e também com as outras crianças. Com relação às famílias, também havia a expectativa de que fossem bem recebidas e de que participassem realmente da rotina da creche.

Porque o trabalho foi premiado?
“Marilei faz uma observação sensível das famílias e das crianças no início da vida escolar, evidenciando uma escuta especializada, que caracteriza a profissionalidade de uma educadora de berçário. As características que mais justificam a premiação são o olhar respeitoso e carinhoso para a família – muitas vezes tratada com preconceito e alijada do cotidiano da escola – e a organização de espaços com recursos simples, cuidados possíveis e planejados com intencionalidade. Vídeos e fotos enviados mostram ambientes bonitos e adequados aos bebês, e a forma como as educadoras os organiza e se dirige às crianças revela a proposta de respeitar mais os tempos delas, algo ainda difícil de contemplar nas práticas com essa faixa etária. A professora, bastante estudiosa, entregou uma documentação de projeto caprichada e bem fundamentada. Sobretudo, o projeto se destaca por valorizar essa parceria entre escola e família que não deve ser pontual. Todas as instituições deveriam pensar em formas de acolher os bebês e os pais não apenas na fase de chegada ao berçário, mas durante toda Educação Infantil.”

Maria Paula Zurawski, selecionadora do Prêmio Educador Nota 10 e professora nos cursos de Graduação em Pedagogia e Pós-Graduação em Educação Infantil do Instituto Superior de Educação Vera Cruz, em São Paulo

Clique aqui e confira o plano de aula "Respeito à identidade dos bebês".

Assista à entrevista com a professora abaixo 

 

Veja, também, o vídeo do projeto

Tags

Guias