Governo de São Paulo abre concurso com quase 2 mil vagas para diretores na rede estadual

A Assembleia Legislativa havia autorizado a abertura do processo seletivo há mais de dois anos, mas só agora o edital foi publicado. Salários chegam a R$ 3,8 mil

POR:
Gabriel Seixas
Os professores deverão passar por estágio probatório de três anos e poderão perder o cargo se apresentarem desempenho insatisfatório. (Foto: Shutterstock)

Após um longo período de 11 anos, o governo do estado de São Paulo voltará a contratar diretores por concurso. O edital do aguardado processo seletivo foi divulgado no fim da semana passada e abre 1.878 vagas na rede estadual de ensino - 94 delas reservadas para pessoas com deficiência. A secretaria estadual oferece, pela jornada de trabalho de 40 horas, uma remuneração de R$ 3.834,00.

As inscrições começam na próxima segunda-feira, 3/7, no site do Instituto Nosso Rumo, responsável pela organização do concurso, e terminam no dia 17/7. É preciso pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 82,73.

Os interessados precisam ter nível superior completo, possuir diploma de licenciatura plena em pedagogia ou diploma de pós-graduação na área de Educação e ter, no mínimo, oito anos de experiência em magistério, em escolas reconhecidas pela secretaria (fique atento à página 27 do edital: é lá que você encontrará mais detalhes sobre essas exigências).

Confira outras vagas e oportunidades em Educação

Os candidatos realizarão uma prova de objetiva de 70 questões com duração de 5 horas sobre conhecimentos gerais e específicos de diretores de escola e, posteriormente, serão avaliados por seus títulos e experiências anteriores. O exame será aplicado no dia 3 de setembro em todas as 91 diretorias regionais de ensino.

Novidades na seleção

Além dessas etapas tradicionais, a secretaria estadual acrescentou novas etapas no processo. Aqueles que forem aprovados nas provas e avaliações de títulos serão submetidos a um estágio probatório de três anos e a avaliações anuais de desempenho. Depois, deverão participar do Curso Específico de Formação ministrado pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores do Estado de São Paulo (Efap). O curso terá duração de 360 horas e visa aprimorar as habilidades de gestão dos novos diretores. Só depois dessas fases os gestores ganham estabilidade no cargo.

Tags

Guias