Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
17 de Maio de 2017 Imprimir
5 4 3 2 1

Fundo de 3 milhões de dólares apoiará tecnologias que ajudem na implementação da Base

Você pode apresentar a sua ideia para ajudar a educação brasileira. Iniciativa é da Fundação Lemann e Omidyar Network

Por: Monise Cardoso

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) precisa de muitos esforços conjuntos para sair do papel e atacar as desigualdades do sistema educacional brasileiro. Nesta quarta, dia 17 de maio, ela ganhou um impulso para trazer novos aliados. Um fundo de 3 milhões de dólares foi criado para apoiar projetos tecnológicos capazes de melhorar a implementação da Base. Os recursos vêm de uma parceria entre a Fundação Lemann, mantenedora da Associação Nova Escola, e a Omidyar Network, organização de investimento filantrópico.

A última versão da Base foi apresentada em 6 de abril e seguiu para o Conselho Nacional de Educação (CNE), onde está passando por discussões e melhorias. Ainda existem muitas dúvidas em relação à sua implantação – e talvez uma das únicas certezas seja a de que há muito trabalho pela frente. “Acreditamos que boa parte dos problemas poderá ser resolvido com ajuda da tecnologia”, explica Denis Mizne, diretor-executivo da Fundação Lemann.

Por isso, é preciso atrair professores e empreendedores de tecnologia para contribuir com este desafio. “Quando apresentada de maneira simples e eficiente, a tecnologia chega longe e tem grande impacto na sala de aula”, defende Débora Garofalo, professora da rede municipal de São Paulo, mestranda em Linguística Aplicada e Letramento Digital e blogueira de tecnologia de NOVA ESCOLA. “Na sala de aula o celular já é ferramenta tanto para o professor como para os alunos. Seria ótimo ter uma espécie de ‘tira-dúvidas’ da Base ao alcance das mãos”, sugere Débora.

 Veja como a iniciativa irá funcionar:

  • Quem pode receber o apoio financeiro?

Empreendedores e organizações sem fins lucrativos que trabalhem com tecnologia e inovação e tenham ideias que ajudem na implementação da Base Nacional Comum Curricular.

  • As soluções devem ser voltadas para quem?

Para alunos, professores, pais, gestores e secretarias. A ideia é facilitar o envolvimento e contribuir para o desenvolvimento de todos os afetados pelas mudanças trazidas pela Base.

  • Quais tipos de ideias são bem-vindas?

Em princípio, as soluções podem ser pensadas para todas as frentes da Educação, desde a formação de professores até a reformulação de livros didáticos. Mas, nos próximos meses, as fundações abrirão chamados com temas específicos.

  • Como envio a minha ideia

Os canais de comunicação da Fundação Lemann apresentarão novidades sobre o tema. Quem já tem uma ideia, pode entrar em contato com a instituição. Fundação Lemann

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar