Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
16 de Março de 2017 Imprimir
5 4 3 2 1

O que é o Global Teacher Prize, que pode eleger um brasileiro como o melhor professor do mundo

O prêmio, considerado o Nobel da Educação, é mantido por uma fundação ligada a uma grande rede internacional de escolas particulares

Por: Ubiratan Leal
A professora palestina Hanan Al Hroub ao lado do xeique Mohammed Al Maktoum (centro) e do empresário Sunny Varkey na entrega do Global Teacher Prize de 2016 (Divulgação)

Wemerson Nogueira, capixaba de 26 anos, concorre no próximo domingo (19) ao prêmio de melhor professor do mundo em 2016. Ele é um dos dez finalistas do Prêmio Professor Global, Global Teacher Prize em seu nome original, em inglês. Mas, afinal, o que é essa premiação distribuída nos últimos anos em Dubai, Emirados Árabes?

O Prêmio Professor Global é concedido desde 2015 ao docente que tenha feito a maior contribuição a sua profissão no ano anterior, impactando os alunos e sua comunidade. Podem concorrer apenas educadores que tenham trabalhado com alunos entre 5 e 18 anos, o que equivale à Educação Básica, no Brasil.  A ideia dos organizadores é reforçar a importância dos professores e reconhecer seus esforços, eventualmente ganhando o reconhecimento de “Prêmio Nobel da Educação”.

As duas edições já realizadas foram conquistadas por mulheres: Nancy Atwell, dos Estados Unidos, em 2015, e Hanan Al Hroub, da Palestina, no ano passado. Cada uma recebeu 1 milhão de dólares.

A comissão que elege o vencedor (em inglês) é composta por autoridades, professores, acadêmicos, jornalistas, empresários, executivos de grandes corporações, cientistas e artistas. Há uma brasileira no grupo, Ana Gabriela Pessoa, fundadora da escola de ensino de idiomas a distância Ezlearn. Entre os critérios de avaliação (em inglês) estão melhoria do nível de aprendizado dos alunos, conquistas na comunidade que vão além da sala de aula e oferecimento de modelos únicos de excelência para a profissão docente, emprego de práticas educacionais inovadoras e efetivas que são replicáveis para influenciar a qualidade da educação no planeta e como ajudou as crianças a se tornarem cidadãs globais.

O xeique Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes e emir (um título de nobreza) de Dubai,  é o patrocinador principal do prêmio, que já recebeu apoio público de personalidades como o Papa Francisco, o ex-presidente americano Bill Clinton e o ator Kevin Spacey (membro da comissão julgadora). No entanto, a criação e organização são da Fundação Varkey.

A entidade foi fundada pelo indiano Sunny Varkey. Seus pais, KS e Mariama, emigraram para os Emirados Árabes em 1959 para dar aulas de inglês. A partir de 1966, com a descoberta de grandes reservas de petróleo no país, muitas empresas estrangeiras se instalaram em cidades como Dubai e Abu Dhabi. O casal aproveitou a oportunidade e abriu a Our Own English High School (“Nossa Própria Escola de Ensino Médio”, em Inglês), uma escola internacional para os filhos desses empresários e executivos.

Em 1980, Sunny assumiu a gestão da instituição. A escola internacional mudou de nome para Gems Education (“Gems” é a sigla de Sistemas de Gerenciamento de Educação Global em inglês) e cresceu, se tornando uma rede com 70 unidades em 14 países. A Fundação Varkey foi criada em 2010.

Para assinaturas da revista impressa