Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Blog Tecnologia na Educação

Confira as melhores ferramentas e as novidades sobre o uso das TIC na sala de aula no blog

O relatório gerencial do Enem está disponível na internet e pode te ajudar muito

POR:
NOVA ESCOLA

Foto: Shutterstock

Olá, educador!

As férias de julho estão chegando e, para os alunos, esse é o momento de recarregar as energias. Já para nós é hora de avaliar o que foi feito no primeiro semestre e planejar as ações para os próximos meses. Quanto mais concretos forem os dados em que a escola se baseia ao elaborar seu plano de ação, maiores as chances de sucesso.

As avaliações externas ajudam nesse sentido, já que apresentam informações que podem ser comparadas em nível nacional. Um dos principais exemplos é o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). É verdade, resultados dessa prova são usados para fomentar um ranking, por meio do qual as escolas bem colocadas se autopromovem. O Enem que se tornou ferramenta de marketing de muitas instituições de ensino: boas posições no ranking são colocadas em outdoors e a média geral da escola já é levada em conta até para matricular os filhos na Educação Infantil. Entretanto, premiar ou punir nunca deveria ser o propósito final de uma avaliação. Elas devem informar e, acima de tudo, apontar caminhos a seguir.

Levando isso em conta, este ano, o Ministério da Educação (MEC) e o Serviço Social da Indústria (Sesi) lançaram o programa Hora do Enem que levou para as escolas públicas e particulares uma ferramenta poderosa de avaliação formativa.

Agora, além dos quatro simulados preparatórios para o exame, que estão disponíveis gratuitamente e online aos estudantes brasileiros, todo diretor pode acessar um relatório gerencial com os resultados de sua instituição de ensino. Em parceria com o Geekie Games, realizador desses simulados, o MEC está entregando às escolas uma série de informações para que ela se situe no cenário educacional do país: a média geral e em cada uma das quatro áreas de conhecimento avaliadas pelo Enem, a comparação com a média nacional, estadual e o número de alunos alunos que realizaram a prova. Os relatórios podem ser acessados aqui.

O objetivo, com esses dados, é dar a gestores e professores a oportunidade de, em tempo hábil, identificar lacunas na aprendizagem dos alunos e planejar as intervenções necessárias até a avaliação oficial, em novembro.

Espero que esse recurso seja valioso para a escola e para os alunos!

Um abraço,

Claudio Sassaki

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias