Blog Tecnologia na Educação

Confira as melhores ferramentas e as novidades sobre o uso das TIC na sala de aula no blog

Sites e aplicativos para acompanhar as eleições e votar melhor

POR:
NOVA ESCOLA

Jacqueline Hamine

No post passado, apresentamos alguns aplicativos e sites úteis para acompanhar as eleições 2014. De lá para cá, surgiram mais iniciativas com o mesmo objetivo: promover o debate político, aproximar a população do processo eleitoral e fornecer informações para que os eleitores conheçam melhor os candidatos, suas propostas e votem de maneira mais consciente. A democracia só tem a ganhar com essa inundação de ideias!

Confira mais sites e aplicativos que podem ser usados para discutir esses temas com seus alunos:

1) Truco

Truco/ Agência Pública

O horário eleitoral gratuito é uma das oportunidades para conhecer as propostas dos candidatos, mas quão confiáveis são as informações veiculadas nele? Será que os candidatos dizem a verdade ou mostram só uma parte da história?

Pensando em ajudar os eleitores a descobrirem essas respostas, o site Truco, da Agência Pública, de reportagem e jornalismo investigativo, analisa semanalmente os programas dos candidatos à Presidência da República. A equipe de jornalistas classifica as principais informações como corretas, exageradas, falsas ou descontextualizadas e ainda podem “pedir truco” para o candidato, isto é, um pedido público para que ele esclareça promessas consideradas “grandiosas”.

O site também tem uma tabela com o registro de todas as promessas feitas pelos candidatos durante os programas eleitorais. É o Rodada de Promessas.

2) Newsletter Incancelável

Newsletter Incancelável

A decisão de votar não acaba na urna: ela traz consequências importantes nos próximos quatro anos! A ferramenta NewsMonitor quer promover essa reflexão por meio do site Newsletter Incancelável. Nela, você registra em quais candidatos vai votar e, durante 4 anos, receberá mensagens mensais com notícias do candidato. O boletim de informações, como você pode imaginar, é incancelável – assim como seu voto.

3) Projeto Brasil

Projeto Brasil

O Projeto Brasil visa informar, aproximar e engajar os cidadãos brasileiros na vida política. Ele foi desenvolvido por uma startup que, segundo os próprios criadores, “sonha e busca tornar a política brasileira mais transparente, competente e democrática por meio de tecnologia”.

Na plataforma, os eleitores podem comparar e avaliar as propostas de diferentes presidenciáveis. Serão enviados relatórios com essas informações para que os candidatos possam ajustar suas propostas de acordo com a opinião popular.

Além disso, existe a funcionalidade do Teste Cego. Nele, você atribui notas para propostas dos presidenciáveis sem saber de quem são e o sistema identifica quais candidatos e planos de governos representam melhor as suas convicções políticas.

Durante o governo dos eleitos, a plataforma acompanhará o cumprimento das propostas feitas e funcionará como um canal de comunicação, em que que o eleitor conseguirá propor e opinar sobre o que está sendo feito. Para usufruir das funcionalidades, é preciso fazer um cadastro na plataforma.

4) Repolítica

Repolítica

O Repolítica é uma enciclopédia colaborativa sobre políticos brasileiros. Cada político possui uma ficha com dados pessoais, histórico, opiniões e propostas.

É possível também navegar por temas e comparar a opinião de diferentes políticos sobre questões como meritocracia para professores, legalização do aborto, pena de morte, legalização da maconha etc.

Outra funcionalidade é teste do candidato. A partir de um questionário com 18 questões, o sistema classifica os candidatos com convições políticas mais parecidas com as suas.

Qualquer pessoa pode consultar as informações da enciclopédia, mas para alterar as páginas, é preciso preencher um cadastro.

5) Você Fiscal

Você Fiscal

O aplicativo Você Fiscal convocará os próprios eleitores para ajudar em uma apuração eleitoral paralela. O projeto do professor Diego Aranha, do Instituto de Computação da UNICAMP e especialista em Segurança Digital e Votação Eletrônica, surgiu da desconfiança em relação à segurança da votação eletrônica, quando ele participou de testes promovidos pelo próprio TSE.

A ideia é que os eleitores utilizem o aplicativo para tirar e enviar fotos do chamado Boletim de Urna, uma espécie de recibo que mostra todos os votos registrados em cada urna, que é disponibilizado no final da votação em cada seção eleitoral. Com essa informação, os computadores do Você Fiscal calculam por amostragem um resultado independente, que pode ser comparado com o resultado oficial divulgado pelo TSE par investigar possíveis erros ou fraudes.

Com o apoio de 1148 pessoas na plataforma de crowdsourcing Catarse (uma espécie de vaquinha virtual para tirar projetos do papel), o projeto arrecadou mais que o dobro do valor necessário para viabilizar o projeto, que deve ficar pronto em meados de setembro.

6) Eleição Transparente

Eleição Transparente

Durante as eleições, aumentam os casos em que as campanhas de candidatos entram na justiça contra empresas de mídia para pedir a remoção de conteúdos considerados negativos à imagem dos políticos. O portal Eleição Transparente monitora e divulga as ordens judiciais contra veiculação de informações durante as eleições 2014. O eleitor pode filtrar os processos por estado, partido, cargo, candidato e empresa. O projeto foi feito pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) com apoio do Google.

7) Quem financia

Quem Financia

Quais empresas ou pessoas doaram recursos para as campanhas dos candidatos? O Quem Financia é um plug-in do navegador Chrome que visa responder a essa pergunta. Uma vez instalado, ele identifica nomes dos candidatos que aparecem na página – uma notícia, por exemplo –  e, quando o usuário passa o mouse por cima desse nome, aparece um pop-up com as informações do financiamento de campanha e também dos bens desse candidato. Para instalá-lo em seu navegador, acesse aqui.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias