Escritora simplifica obra de Machado de Assis

Mudanças tiram dos alunos a chance de conhecer o estilo do autor e entender as sutilezas da linguagem

POR:
Elisa Meirelles
Escritora simplifica obra de Machado de Assis. Raphael Salimena

A escritora Patrícia Secco virou notícia ao reescrever as obras O Alienista, de Machado de Assis (1839-1908), e A Pata da Gazela, de José de Alencar (1829-1877), substituindo termos difíceis e simplificando o texto. Cláudio Bazzoni, docente do Colégio Santa Cruz, em São Paulo, explica que na literatura o que se diz está muito relacionado a como se diz. "Não há como trocar uma palavra por outra sem que haja perdas." Para ele, os jovens conseguem lidar com textos originais de grandes clássicos, basta que seu interesse seja despertado.


Aprendizagem
Prova internacional avalia adultos

Foi realizada em abril a primeira edição do Programa de Avaliação Internacional das Competências dos Adultos (PIAAC). O teste mede habilidades de leitura, redação e Matemática de pessoas de 16 a 65 anos, além da capacidade delas de resolver problemas usando tecnologia. Foram avaliados 33 países. O Brasil entra na próxima edição.


8,5 milhões de alunos têm dois anos de atraso escolar.

Fonte Censo 2013


ENEM

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 poderão ser usados por alunos que queiram estudar em Portugal. As notas da prova serão aproveitadas nos vestibulares de universidades das cidades de Coimbra e Covilhã. As provas do Enem ocorrem nos dias 8 e 9 de novembro. Para mais informações, acesse inep.gov.br ou ligue 0800-616161.


Na internet 
educacaointegral.org.br/mundial-de-educacao

Site lista eventos culturais nas cidades-sede da Copa do Mundo.


"Na web, as crianças são agentes e criam. Em uma época em que tanto se fala sobre direitos humanos, é fundamental entender esse protagonismo do sujeito."

Claudemir Viana, professor do curso de Educomunicação da Universidade de São Paulo (USP)


Cinema
Iniciativa capacita docentes e alunos

O projeto Inventar com a Diferença, proposta da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos da Presidência da República e da Universidade Federal Fluminense (UFF), capacita educadores para usar recursos audiovisuais, com foco em cinema e direitos humanos. "Ensinamos técnicas cinematográficas, mas queremos que o aluno produza suas histórias e tenha experiências estéticas por meio da câmera", diz Isaac Pipano, cocriador do projeto. Acesse o conteúdo.


Internacional
Estudantes nigerianas são raptadas por quererem estudar

Estudantes nigerianas são raptadas por quererem estudar
Países com igualdade de
gênero, por renda

Ao menos 230 garotas com idades entre 16 e 18 anos foram sequestradas em abril de uma escola em Chibok, no norte da Nigéria, pelo Boko Haram. O grupo extremista islâmico não aceita que mulheres tenham acesso à Educação. O rapto virou notícia e incentivou o debate sobre gênero. Em só 20% dos países de renda baixa, meninas e meninos têm acesso igualitário à escola (leia o gráfico ao lado)

Fonte Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência 
e a Cultura (Unesco)


Na internet 
fde.sp.gov.br

Portal reúne dados de Educação e contexto social de todos os municípios de São Paulo.


Com apuração de Paula Peres e Sophia Winkel. Editado por Elisa Meirelles

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias