Pisa será aplicado em maio e terá questões no computador

POR:
NOVA ESCOLA

Entre os dias 2 e 31 de maio, mais de 20 mil estudantes brasileiros de 15 e 16 anos participam do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). Trata-se da principal avaliação internacional da Educação Básica, realizada a cada três anos em 63 países. Em todas as edições, a prova aborda três disciplinas - Língua Portuguesa, Matemática e Ciências -, e uma delas tem mais peso. Em 2012, o foco será a Matemática e a principal novidade é que os alunos brasileiros participarão de uma versão eletrônica da avaliação. Ela será aplicada nos laboratórios de informática das escolas. Caso elas não contem com esses espaços, serão disponibilizados laptops. Confira abaixo o desempenho brasileiro nos últimos anos, comparado ao dos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Desemepenho no Pisa. Foto: Bruce Laurance/Getty Images


PNE 
Medida pode valer só em 2014

O recesso parlamentar para o período eleitoral, que começa em setembro, e a possibilidade de surgirem novos pedidos de alteração ao Plano Nacional de Educação (PNE) podem fazer com que a medida só entre em vigor em 2014. Como explica Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, "com sorte, a aprovação do PNE na Câmara ocorrerá até julho, para passar pela análise do Senado no fim do ano e ser aprovada mesmo só em 2013, após o recesso".

NOVA ESCOLA vai acompanhar o PNE até a sua aprovação


Na internet

na internet

brasilhoje.org.br
Site reúne os principais indicadores sociais para ajudar na gestão municipal.


Alfabetização
Provinha Brasil deve se tornar avaliação externa

Provinha Brasil. Foto: Marcelo Almeida

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que a Provinha Brasil deve ser tornar uma avaliação censitária nacional. Segundo ele, a medida será benéfica ao mostrar o nível de alfabetização de todos os alunos no início do Ensino Fundamental. Até então, a Provinha era aplicada e corrigida pelo professor e o resultado ficava na escola. Ocimar Alavarse, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), acredita que a informação pode ser obtida por meio de uma amostragem, sem a necessidade de uma avaliação nacional. "A Provinha foi pensada para ser aplicada pelo professor, como avaliação diagnóstica. Manter o modelo e mudar a finalidade não é o ideal e pode trazer distorções nos resultados", explica. Leia para saber mais sobre as propostas do novo ministro.


Calvin

Calvin

Toda semana, uma nova tirinha sobre Educação com Calvin e seus amigos


Eleições 2012 
Prefeito deve aplicar 25% da receita em Educação

Entre as obrigações dos novos prefeitos está a execução da Lei Orçamentária. Ela determina que 25% das receitas de impostos do município sejam investidas em Educação. É lei também que todo recurso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) seja usado na manutenção e no desenvolvimento do ensino. Confira se isso ocorre na sua cidade.


Inclusão

Rodrigo Mendes. Foto: Douglas Daniel

Rodrigo Mendes, Diretor do Instituto Rodrigo Mendes 

O que é o Compromisso Gestão Pública com a Educação?
Trata-se de um acordo firmado entre o Instituto Rodrigo Mendes e 55 grandes cidades para melhorar a Educação inclusiva. Cada uma se comprometeu a atuar sobre suas necessidades. Algumas investirão mais em formação e outras em infraestrutura, entre outras áreas (veja a lista de cidades)


Qual o prazo para concluir as ações?
A proposta é cumprir o que foi estabelecido até setembro, mas continuar com as melhorias depois. 

Como as ações serão monitoradas?
O instituto vai acompanhar o que está sendo feito e a ideia é que a sociedade participe ativamente. Por meio da Plataforma Diversa, o cidadão poderá monitorar os projetos e fazer comentários.


Internacional 
Diminui a desigualdade de gênero no acesso à Educação

Apesar de ainda existirem diferenças no acesso ao ensino, o número de meninas fora da escola no mundo caiu 40% de 1999 a 2008. Hoje, elas representam 53% das crianças que não estudam. Os dados são da pesquisa A Discriminação de Gênero na Educação: Violação dos Direitos das Mulheres e Meninas e apontam também graves problemas educacionais em vários países. Veja abaixo alguns exemplos.

Diminui a desigualdade de gênero no acesso à Educação
Fonte Campanha Mundial pela Educação (CME)


Elisa Meirelles. Com apuração de Camila Camilo e Mariana Queen

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias