Resenha do livro "Léxico Familiar", de Natalia Ginzburg

POR:
NOVA ESCOLA, Nina Pavan, Bruna Nicolielo
Foto: Marcelo Kura
Foto: Marcelo Kura

Um pai severo que costumava xingar todo mundo, inclusive os filhos. Uma avó que recitava diariamente preces em uma língua indecifrável, que nem mesmo ela compreendia. Um tio que trabalhava como crítico teatral, mas que era incapaz de falar mal das peças a que assistia. A autora, a escritora italiana Natalia Ginzburg, narra suas memórias familiares como se escrevesse um romance. Personagens e episódios, mesmo os mais banais, ganham outra dimensão em sua prosa modernista. A obra, que recebeu o Strega, mais importante prêmio literário da Itália, retoma memórias de sua infância e juventude. Também revela a vida de uma família burguesa em meio ao fascismo e à Segunda Guerra Mundial. 

Destaque A hábil e envolvente investigação feita pela escritora sobre seu núcleo familiar.

Léxico Familiar, Natalia Ginzburg, 240 págs., Ed. Cosac Naify, tel. (11) 3218-1444

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias