Materiais para as aulas de circo: prato chinês

POR:
NOVA ESCOLA

Os professores Cristiane Cassoni e Kiko Belluci, da Acrobacia e Arte Escola de Circo, ensinam como fazer um prato chinês para trabalhar a manipulação de objetos e a coordenação motora nas aulas de circo.

Como incluir alunos com deficiência

As flexibilizações são oferecidas de acordo com as possibilidades do aluno e isso varia muito. Cada um desenvolverá habilidades muito particulares, de acordo com seu tipo de limitação ou deficiência. Por isso, atente para os seguintes fundamentos gerais:
- Identifique as possibilidades e competências do aluno, pois essas mostrarão a forma como ele poderá participar.
- Pergunte ao aluno como ele poderia ou gostaria de participar. Incentive-o a mostrar suas possibilidades, mostrando que ele pertence ao grupo.
- Peça ao grupo sugestões de estratégias para flexibilizar as atividades desenvolvidas - essa também é uma forma de envolver a todos.
- Elabore formas de participação do aluno com outras funções, atentando que elas sejam sempre colaborativas -- não segregadas ou paralelas.
- Dê mais tempo para a execução de cada exercício.
- Conte com a experiência dos profissionais de saúde que atendem o aluno. Eles podem tem colaborações valiosas sobre as potencialidades do aluno, bem como recursos e estratégias utilizadas.
- Realize flexibilizações nas diversas dimensões do planejamento: objetivos (podem ser reformulados para um determinado aluno num dado momento), estratégias ou recursos. A avaliação deve ser adequada à mudança de objetivo.

Malabares: prato chinês, bolas, claves, aros e swing poi
Flexibilização para alunos com deficiência física e com mobilidade de membros superiores (braços)
- Use pedaços de tule (material mais leve e com tempo de recuperação maior), bexigas presas a barbante ou bolas presas a tiras de velcro (nos casos em que a criança não consegue segurar os materiais).
- Confeccione bolas do tamanho da palma da mão da criança.
- Confeccione bolas de balão - assim, as bolinhas escorregam menos das mãos da criança e dão mais firmeza e segurança.
- Acrescente velcro ao swing poi e ao prato chinês para firmar os objetos nos braços das crianças.
- Amplie o tempo de realização das etapas: a criança pode demorar mais tempo para conseguir lançar duas bolas ou duas claves ao mesmo tempo.


Consultoria Daniela Alonso, selecionadora do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10, e Cristiane Cassoni, professora das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e proprietária da Acrobacia e Arte - casa do Circo.

Tags

Guias

Tags

Guias