Álbum: como trabalhar estratégias de cálculo com jogos matemáticos

Com jogos de dados, boliche e de argolas, os alunos da professora Luciane Ribeiro, da EMEF Professor Raimundinho, em Marabá, no Pará, aprenderam mais sobre as estratégias de cálculo, os números e as operações, como adição, subtração e multiplicação.

POR:
Elisângela Fernandes
Na EMF Professor Raimundinho, em Marabá-PA, Luciane Ribeiro propôs algumas situações problemas para levantar o que seus alunos do 4º ano sabiam. O resultado foi que a maior parte deles tinha dificuldades com operações matemáticas básicas, alguns sequer relacionavam os números à quantidade correspondente. Foto: Janduari Simões Uma radiografia do que a turma sabe Na EMF Professor Raimundinho, em Marabá-PA, Luciane Ribeiro propôs algumas situações problemas para levantar o que seus alunos do 4º ano sabiam. O resultado foi que a maior parte deles tinha dificuldades com operações matemáticas básicas - alguns sequer relacionavam os números à quantidade correspondente. Com o objetivo de superar essas dificuldades, Luciane elaborou uma sequência didática utilizando o contexto dos jogos. Para fazer isso, ela aproveitou as leituras e discussões realizadas nos encontros do Grupo de Estudo Pedagógico Aperfeiçoando o Conhecimento (Gepac), instituído na escola em 2009. Foto: Janduari Simões Aprender para ensinar Com o objetivo de superar essas dificuldades, Luciane elaborou uma sequência didática utilizando o contexto dos jogos. Para fazer isso, ela aproveitou as leituras e discussões realizadas nos encontros do Grupo de Estudo Pedagógico Aperfeiçoando o Conhecimento (Gepac), instituído na escola em 2009. O jogo de dados foi o primeiro a ser trabalhado em sala. As crianças registravam a pontuação obtida e calculava quantos faltavam para obter dez pontos ou quanto o resultado já havia ultrapassado esse valor. É fundamental prever algumas aulas para a turma se apropriar das regras e estratégias envolvidas. Foto: Janduari Simões Tempo para jogar O jogo de dados foi o primeiro a ser trabalhado em sala. As crianças registravam a pontuação obtida e calculavam quantos faltavam para obter dez pontos ou quanto o resultado já havia ultrapassado esse valor. Com esse jogo, a turma explorou a multiplicação, a tabuada e a representação de expressões numéricas. A professora atribuiu pontos diferentes às cores das garrafas, que variavam de acordo com as dificuldades que os alunos precisavam superar. Foto: Janduari Simões Aprendendo a jogar boliche Com esse jogo, a turma explorou a multiplicação, a tabuada e a representação de expressões numéricas. A professora atribuiu pontos diferentes às cores das garrafas, que variavam de acordo com as dificuldades que os alunos precisavam superar. O jogo das argolas possibilitou que os estudantes fizessem cálculos com números maiores. Assim como no jogo do boliche, essa atividade também proporcionou que a turma ampliasse seus conhecimentos sobre as expressões numéricas e a multiplicação. Foto: Janduari Simões O jogo das argolas O jogo das argolas possibilitou que os estudantes fizessem cálculos com números maiores. Assim como no jogo do boliche, essa atividade também proporcionou que a turma ampliasse seus conhecimentos sobre as expressões numéricas e a multiplicação. Em cada jogo, a turma teve que registrar por escrito a pontuação obtida em cada jogada além de calcular o resultado final para ver quem ganhou. Eles discutiram coletivamente sobre quais foram os cálculos mais fáceis e os mais difíceis. Foto: Janduari Simões Registro dos resultados Em cada jogo, a turma teve que registrar por escrito a pontuação obtida em cada jogada além de calcular o resultado final para ver quem ganhou. Eles discutiram coletivamente sobre quais foram os cálculos mais fáceis e os mais difíceis. Enquanto a turma jogava, Luciane passava entre as duplas para ajudar as crianças a lembrar das regras do jogo. Em alguns momentos, eles tiveram que explicar à professora e aos colegas qual foi a estratégia utilizada para resolver o cálculo. Foto: Janduari Simões Intervenção da professora Enquanto a turma jogava, Luciane passava entre as duplas para ajudar as crianças a lembrar das regras do jogo. Em alguns momentos, eles tiveram que explicar à professora e aos colegas qual foi a estratégia utilizada para resolver o cálculo. Depois que todos já sabiam jogar dados, boliche e argolas, a professora propôs diferentes situações-problemas envolvendo o contexto dos jogos para serem resolvidos individualmente, em grupos e duplas. Os alunos com conhecimentos próximos trabalharam juntos. Foto: Janduari Simões Resolução de situações problemas Depois que todos já sabiam jogar dados, boliche e argolas, a professora propôs diferentes situações-problemas envolvendo o contexto dos jogos para serem resolvidos individualmente, em grupos e duplas. Os alunos com conhecimentos próximos trabalharam juntos. No passo seguinte, cada aluno teve de elaborar situações-problemas utilizando o contexto dos jogos para que um colega resolvesse. Enquanto produziam os enunciados, a professora alertava que é preciso garantir que o texto traga todas as informações necessárias para que o outro possa solucionar a atividade. Foto: Janduari Simões Desafios para o colega resolver No passo seguinte, cada aluno teve de elaborar situações-problemas utilizando o contexto dos jogos para que um colega resolvesse. Enquanto produziam os enunciados, a professora alertava que é preciso garantir que o texto traga todas as informações necessárias para que o outro possa solucionar a atividade. Para encerrar a sequência, a professora repetiu o diagnóstico inicial para ver o quanto a turma evoluiu. Os avanços foram grandes. Alguns alunos ainda precisam avançar. Mas todos passaram a resolver desafios do campo aditivo com maior domínio e também começaram a usar a multiplicação como estratégia. Foto: Janduari Simões Novo diagnóstico para ver os avanços e desafios Para encerrar a sequência, a professora repetiu o diagnóstico inicial para ver o quanto a turma evoluiu. Os avanços foram grandes. Alguns alunos ainda precisam avançar. Mas todos passaram a resolver desafios do campo aditivo com maior domínio e também começaram a usar a multiplicação como estratégia. Ao finalizar a sequência, Luciane compartilhou com os demais professores da escola a sequência sobre cálculos no contexto dos jogos e os resultados obtidos. O debate resultou em uma análise crítica, onde todos destacaram as atividades e intervenções que mais gostaram e aquelas que poderiam ser aprimoradas. Foto: Janduari Simões Formação em serviço Luciane compartilhou com os demais professores da escola a sequência sobre cálculos no contexto dos jogos e os resultados obtidos. O debate resultou em uma análise crítica, onde todos destacaram as atividades e intervenções que mais gostaram e aquelas que poderiam ser aprimoradas.
Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias