Contos das Mil e Uma Noites pelo olhar das crianças

Histórias de Aladim e de Sherazade reescritas e ilustradas por alunos da Professora Nota 10 Renata Maria Pontes Cabral de Medeiros

POR:
NOVA ESCOLA
  • Veja nas galerias da reportagem os desenhos produzidos pelos alunos

A história de Sherazade*

Reprodução Reprodução

Há muito tempo, na antiga Pérsia, havia um rei chamado Shariar. Certo dia ele descobriu que sua mulher o estava traindo e tomou uma decisão terrível: cada dia se casava com uma nova mulher e no dia seguinte mandava executá-la. 

Depois de algum tempo, já não havia mulheres para se casas com o rei e o primeiro ministro que era responsável para arrumar as noivas para o rei já não sabia mais o que fazer. 

Como não conseguia uma nova esposa para Shariar, o ministro voltou para casa aborrecido. Sua filha, Sherazade se ofertou para se casar com o rei. O ministro não aceitou, mas Sherazade pediu, insistiu, chorou, implorou e como ela disse que tinha um plano seu pai permitiu que fosse, levando-a ao palácio. 

Logo quando chegou, o rei quis abraçá-la e beijá-la, mas percebeu que ela estava chorando e perguntou o motivo. Sherazade disse que gostaria de passar sua última noite com sua irmã, Dunyazade. Tudo isso já fazia parte dos planos de Sherazade. 

Quando Dunyazade chegou pediu para Sherazade contar uma história, porque ela era uma maravilhosa contadora de histórias. As histórias da moça eram interessantes, com aventura, magia e ação. 

O rei se interessou muito pelas histórias e como eram longas, a cada noite Sherazade sempre as interrompia na melhor parte ficando mais um dia viva. As histórias duraram 1001 noites ao final das quais o rei já estava apaixonado por Sherazade. 

*Reprodução de texto de estudante do 4º ano da EMEF Fabiano Alves de Freitas, em Ituverava, SP

Aladim e a lâmpada maravilhosa*

Reprodução Reprodução Reprodução

Aladim não tinha pai e morava com sai mãe. Um dia, apareceu um mágico dizendo que era tio dele e deu um anel mágico para Aladim. 

O feiticeiro levou Aladim até uma caverna para pegar uma lâmpada mágica. Quando eles chegaram lá, Aladim entrou e pegou a lâmpada, mas na saída Aladim e o mágico tiveram uma discussão e o feiticeiro ficou com raiva, fechou a caverna deixando Aladim preso. 

Na caverna, Aladim encontrou um tapete mágico, com o anel pegou a lâmpada, sentou no tapete e saiu voando até sua casa. O tapete ensinou como esfregar a lâmpada mágica que tinha um gênio que realizava desejos. 

Aladim era apaixonado pela filha do sultão, mas para se casar com ela era preciso ser rico. Então, Aladi pediu ao gênio para ser rico, vários castelos e muito ouro. Aladim pediu a mão da filha do sultão e eles se casaram. 

O mágico ficou sabendo que Aladim estava vivo e rico, então elaborou um plano para pegar a lâmpada de Aladim. Se disfarçou de mercador e foi para as ruas gritando: 

- Troco lâmpadas velhas por novas! Troco lâmpadas velhas por novas. 

A empregada de Aladim ao ouvir isso, pegou a lâmpada velha e trocou por uma nova, achando que agradaria Aladim. Quando Aladim chegou em casa, não tinha mais nada lá, nem castelo, nem riquezas e nem princesa. 

Com o anel mágico, Aladim achou o castelo e a princesa. Os dois arquitetaram um plano complicado para matar o feiticeiro. Deram veneno a ele e recuperaram a lâmpada mágica, os castelos, as riquezas e viveram felizes por muitos e muitos anos. 

*Reprodução de texto de estudante do 4º ano da EMEF Fabiano Alves de Freitas, em Ituverava, SP

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias