SP-Arte: o melhor da arte contemporânea

A feira de arte mais importante da América Latina, que exibiu o melhor da produção contemporânea, suscita uma discussão em classe sobre a arte atual e o funcionamento desse mercado

POR:
NOVA ESCOLA
=== PARTE 1 ====

A 11ª edição da SP-Arte, que ocorreu de 9 a 12 de abril no Pavilhão da Bienal, no Ibirapuera, em São Paulo, recebeu 140 galerias, representantes de dezessete países, e um público de 23 000 pessoas. A reportagem de Veja Vendas da SP-Arte diminuem 11% em 2015 (VEJA, 22 de abril de 2015) mostra que a crise econômica afetou a comercialização de obras da feira e abre espaço para uma discussão em sala sobre a produção contemporânea de arte. Mostre a galeria para a turma e, em seguida, veja nossa seleção de planos de aula e reportagens.
Instalação de Daniel Burren | Crédito: Divulgação Arte conceitual Instalação do artista francês Daniel Buren O piquenique Le Déjeuner sur l?Herbe de Ana Vieira | Crédito: Divulgação Arte tecnológica O piquenique Le Déjeuner sur l?Herbe de Ana Vieira Psico-retrato, Tatiana Schmidt | Crédito: Divulgação Performance Psico-retrato, de Tatiana Schmidt As árvores suspensas do cubano Jorge Mayet | Crédito: Divulgação Arte tridimensional As árvores suspensas do cubano Jorge Mayet Desajuste, de Jorge Feitosa | Crédito: Divulgação Performance Desajuste, de Jorge Feitosa Donas, sete histórias impessoais, de Márcio Moreno | Crédito: Divulgação Performance Donas, sete histórias impessoais, de Márcio Moreno Garotinha observa escultura com soldadinhos de chuva | Crédito: Divulgação Escultura Garotinha observa escultura com soldadinhos de chuva
Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias