Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Blog Tecnologia na Educação

Confira as melhores ferramentas e as novidades sobre o uso das TIC na sala de aula no blog

Chamadas em vídeo: coloque os alunos em contato com pessoas do mundo inteiro

POR:
Larissa Darc

Que tal levar os alunos para um intercâmbio sem sair da escola? Acredite, é mais simples do que você pensa. Um computador ou um celular com acesso à internet e uma boa dose de imaginação bastam para desenvolver um projeto desse.

Aplicativos e programas como o WhatsApp, o Viber, o Google Hangouts, o FaceTime (disponíveis apenas para aparelhos da Apple) e o Skype permitem fazer chamadas em vídeo e, assim, colocar os estudantes em contato com pessoas de diferentes lugares. Imagina, então, você propor aos alunos que eles pratiquem o inglês com estudantes de uma escola da Austrália? Ou, então, colocar a turma em contato com algumas crianças de uma tribo indígena quando estiverem estudando esse tema?

Foi exatamente isso que a professora Josane Batalha, de uma escola particular do interior de São Paulo, fez ao perceber as potencialidades dessas ferramentas. Certificada pela Microsoft Innovative Educator Expert, Josane teve a ideia de usar o Skype quando pesquisava sobre a questão indígena para as aulas de História e Geografia. “Eu trabalhava com o conteúdo do livro, mas aquilo estava longe da realidade. As crianças não conseguiam ter noção de como são os índios de hoje e ficavam presas ao estereótipo”, explicou a professora. Para fugir disso, ela começou a pesquisar notícias mais atualizadas sobre essas populações para levar para a sala de aula. Acabou encontrando a Organização de Desenvolvimento Cultural e Preservação Ambiental Ama-Brasil, referência no assunto. “Entrei em contato com a equipe da entidade que me falou de uma escola indígena que tinha acabado de receber alguns notebooks. Foi daí que surgiu a ideia de promover essa troca”, completa.

Os alunos do 4º ano da professora Josane puderam compartilhar dúvidas com as turmas do 4º, 5º e 6º ano da Emef Profº Antônio de Sousa Pedroso, conhecida como Escola Borari, localizada em Alter do Chão, distrito a 30 quilômetros de Santarém, no Pará, que contaram aos colegas de São Paulo, sobre as suas tradições, meios de transporte e rotina escolar.

Em outra conversa, foi a vez dos estudantes paulistas dividirem com a garotada paraense informações sobre a crise hídrica. “Nós falamos sobre a importância de cuidar da água por conta da seca que enfrentamos recentemente, algo sobre o qual eles nunca tinham se preocupado por conta da abundância de água que existe na região”. Para a professora, esse projeto fez toda a diferença no aprendizado das crianças sobre o tema e revelou uma grande oportunidade de se trabalhar outros conteúdos.

Ficou com vontade de fazer algo parecido? O Skype tem três possibilidades de uso, todas gratuitas, que podem ser usadas na sua aula:

Skype Translator

A ferramenta lançada recentemente permite que os estudantes conversem com qualquer pessoa que fale outro idioma mesmo que não se tenha domínio sobre ele já que o programa realiza traduções simultâneas em sete línguas, incluindo o português, para chamadas de voz e de vídeo e mais de 50 para mensagens de texto. Estão estudando os planetas do sistema solar? Que tal colocar a turma em contato com pesquisadores da NASA? As possibilidades se tornam infinitas.

Aulas por Skype

Nessa modalidade, você marca data e hora para que um especialista participe de uma transmissão ao vivo para a turma. É uma excelente oportunidade de os alunos entrarem em contato com escritores, cientistas, médicos, entre tantos outros profissionais, que podem contribuir para a compreensão de um tema que faça parte do seu planejamento.

Skype Mistério

Que tal fazer as malas e entrar em um avião sem saber onde vai desembarcar? Essa é a proposta desse jogo. Para participar, basta optar por um dia e horário, avisar sobre a disponibilidade e realizar uma chamada. A ferramenta colocará a turma em contato com outros alunos escolhidos aleatoriamente. O objetivo? Adivinhar de onde são os estudantes, fazendo perguntas e trocando experiências. Ah, lembre-se! Essa opção é mais indicada para turmas afinadas no inglês, afinal, como diferentes países participam da plataforma é mais fácil que todos se comuniquem nessa língua.

Agora é só ligar o computador, procurar o recurso mais adequado para o conteúdo previsto no seu planejamento e ultrapassar as barreiras das paredes da sala de aula.

Tags

Guias