China, uma trajetória milenar

Conhecendo as dinastias e os governos chineses contemporâneos, os estudantes do 6º ao 9º ano aprendem sobre o cenário atual do país

POR:
NOVA ESCOLA

Ao controlar as enchentes do rio Amarelo, que atormentavam a população, o rei Dayi se consagrou como o primeiro herói da China e fundou a dinastia Xia (2100-1600 a.C.). A história é tida como lenda para alguns historiadores. Para outros, ela aponta para vestígios dessa civilização, considerada a mais antiga do mundo. Sua trajetória no tempo é dividida pelos impérios. O destaque fica para o primeiro imperador da dinastia Qin (lê-se chin, 221-206 a.C.), que deu o nome ao país. Qin Shi Huangdi (260-210 a.C.) foi o responsável pelo início da unificação do território. Para evitar as invasões de povos que vinham do norte, ele mandou unir as fortificações localizadas de leste a oeste. A obra foi depois batizada de Grande Muralha e tornou-se um patrimônio da humanidade.

Ao longo de 19 dinastias, os chineses produziram seda e inventaram a bússola e embarcações sofisticadas. No século 19, o país foi descoberto pelo Ocidente, que queria explorá-lo e ocupar seus territórios. O país começou o século 20 com uma enorme população de camponeses submetidos ao sistema feudal.

1644 a 1912
DINASTIA QING
Em 1839, tem início a Guerra do Ópio, conflito entre China e Inglaterra que envolve o comércio ilegal da droga. O império começa a ruir.

1912
NASCE A REPÚBLICA

Sun Yat-sen, fundador do Kuomintang (Partido Nacional do Povo), instaura a república. Há revoltas e a nação entra em guerra civil.

1921
INÍCIO DO COMUNISMO
Setores do Kuomintang obrigam Sun Yat-sen a renunciar. Um grupo de marxistas simpáticos à Revolução Russa e aos ideais de Sun funda o Partido Comunista.

1927
GOLPE DE ESTADO
Chiang Kai-shek torna-se líder do Kuomintang. O Partido comunista é posto na ilegalidade. Muitos de seus membros formam o Exército Vermelho

1934 e 1935
A LONGA MARCHA
Liderados por Mao Tsé-tung, 300 mil camponeses do Exército Vermelho vão do sul ao norte, fugindo das ameaças de Chiang Kai-shek. Apenas 30 mil sobrevivem.

1949
REPÚBLICA POPULAR

Mao Tsé-tung proclama a República Popular da China. Chiang Kai-shek, derrotado, foge para Taiwan e cria ali a República da China.

Após duas Guerras Mundiais e décadas de guerra civil com os europeus, a China voltou a se unir sob a liderança de Mao Tsé-tung (1893-1976), que encabeçou a Revolução Comunista ao norte do país (leia a seqüência didática no quadro abaixo). Ele proclamou a República Popular da China em 1949, tornou-se presidente e iniciou a transição para o socialismo. Em 1966, a Revolução Cultural tentou consolidar os ideais comunistas, afastando os que ainda resistiam ao novo regime. A partir dos anos 1980, Deng Xiaoping (1904-1997) iniciou a mudança social e política, abrindo a economia chinesa para o mundo e dirigindo-a para o crescimento tecnológico.

Sequência didática
Força política e econômica da China

OBJETIVO
? Compreender os aspectos políticos e econômicos da China atual.

CONTEÚDOS
? História da China Antiga.
? A Grande Muralha e as barreiras contemporâneas.
? Mao Tsé-tung e a Revolução Cultural.
? Capitalismo e socialismo.

ANOS 
6º ao 9º.

TEMPO ESTIMADO 
Três aulas.

MATERIAL NECESSÁRIO
Livros sobre a política e a economia da China, imagens da Grande Muralha e reportagens sobre o país.

DESENVOLVIMENTO
? 1ª ETAPA
Mostre o mapa da Ásia, identifique a China e localize o traçado da Grande Muralha. Pergunte por que os povos do passado ergueram essa barreira e que outras obras semelhantes existiram ou ainda existem. O Muro de Berlim e as construções que separam palestinos e israelenses são exemplos? Estimule o debate sobre o que teria motivado as divisões. Converse sobre o significado da Grande Muralha, que serviu de barreira contra o avanço dos mongóis ao norte do país e hoje é considerada patrimônio cultural da humanidade. Na aula seguinte, para retomar o tema e checar o que ficou mais marcado, peça um desenho da Grande Muralha baseado em pesquisa de imagens de jornais, livros e revistas. Para contrapor, solicite uma colagem de fotos de pessoas, cidades e pontos turísticos. Exponha os resultados em sala. Como tarefa de casa, solicite uma pesquisa na internet ou na biblioteca sobre a Revolução Chinesa de 1949 e as diferenças entre os sistemas capitalista e socialista. O trabalho deve incluir textos opinativos, em primeira pessoa, sobre o tema proposto.

?2ª ETAPA
Forme grupos de quatro estudantes para que conversem sobre o material encontrado, reúnam informações complementares e apresentem os resultados aos colegas. Construa com eles uma tabela comparativa com os elementos básicos do capitalismo (lei da oferta e da procura, sociedade de classes, burguesia e proletariado) e do socialismo (economia estatal e sociedade sem divisão de classes). Pergunte que países podem ser caracterizados como capitalistas (Estados Unidos, Inglaterra etc.) e socialistas (Cuba e Coréia do Norte). O que houve com os países da antiga Cortina de Ferro, como Rússia, Letônia e Armênia? Lembre que todos foram afetados com o fim da União Soviética. Independentes, eles começaram a se valer de práticas de economia de mercado, levando o regime socialista quase à extinção. Escreva as respostas no quadro e faça as observações necessárias. Como lição de casa, peça uma pesquisa sobre a vida de Mao Tsé-tung e a Revolução Cultural, incluindo, de novo, textos opinativos.

? 3ª ETAPA
Selecione os textos pesquisados, separe a turma em duplas para discuti-los e peça que as conclusões sejam expostas numa roda de conversa. Na aula seguinte, com base em livros, enciclopédias e internet, fale sobre os princípios socialistas que vigoraram durante a revolução. Exiba um trecho do filme O Último Imperador, de Bernardo Bertolucci, em que o Pu-Yi é preso e forçado a se tornar carpinteiro. Pergunte por que os chineses fizeram isso com o dirigente. O que a turma acha do socialismo? Onde ele existe ou existiu houve justiça social? Encomende um texto opinativo (em primeira pessoa, fundamentado nos debates feitos em sala) sobre o tema "China, um país rico em história e contradições".

AVALIAÇÃO
Durante as discussões, observe como os alunos constroem os argumentos. Eles usam as informações obtidas nas pesquisas? Nos textos opinativos, verifique como os conteúdos abordados foram expostos. Houve posicionamento diante do assunto? Que argumentos foram utilizados?

CONSULTORIA
Ricardo Barros, professor de História do Colégio Paulista, em São Paulo, SP.

Quer saber mais?

Bibliografia
Terra Vermelha, Rio Amarelo - Uma História da Revolução Cultural, Zhang Angel, 64 págs., Ed. SM, tel. (11) 3847-8919, 27,00 reais

Filmografia
O Último Imperador, Bernardo Bertolucci, 165 min., Videolar, tel. (11) 3131-1033, 9,90 reais 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias