Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Rota de colisão

Um quase acidente aéreo de bruxas com suas vassouras voadoras, por Tatiana Belinky

POR:
Tatiana Belinky
Ilustração: Odilon Moraes
Ilustração: Odilon Moraes

Naquela sexta-feira 13, à meia-noite, teria lugar a 13ª Convenção Internacional das Bruxas, numa ilha super-remota no Centro do Umbigo do Mundo, muito, muito longe.

Os preparativos para a grande reunião iam adiantados. A maioria das bruxas participantes já se encontrava no local - cada qual mais feia e assustadora que a outra, representando seu país de origem. Todas estavam muito alvoroçadas, ou quase todas, porque ainda faltavam duas, das mais prestigiadas: a Witch inglesa e a Baba-Yagá russa. 

Estavam atrasadas de tanto se enfeiarem para o evento. Quando se deram conta da demora, alarmadíssimas, dispararam a toda, cada uma em seu veículo particular, para o distante conclave. A noite era tempestuosa, escura como breu, com raios e trovões em festival desenfreado.

Naquela pressa toda, à luz instantânea de formidável relâmpago, as bruxas afobadas perceberam de súbito que estavam em rota de colisão, em perigo iminente de se chocarem em pleno vôo! Um impacto que seria pior do que a erupção de 13 vulcões! E então, na última fração de segundo antes da batida fatal, as duas frearam violentamente seus veículos! Mas tão de repente que a possante vassoura de Witch se assustou e empinou como um cavalo xucro, quase derrubando sua dona. Enquanto isso, a Baba-Yagá conseguiu desviar seu famoso pilão para um vôo rasante, por pouco não raspando o chão!

Mal refeitas do susto, as duas "pilotas" bruxais se encararam raivosas:

- Bruaca irresponsável! Quase causas um estrago com o excesso de velocidade da tua estúpida vassoura!

- Estúpido é o teu tosco pilão "trambolhudo", incompetente!

E o bate-boca já ia esquentar perigosamente quando um morcego notívago guinchou, irônico:

- Cuidado, gracinhas desastradas! Vão perder a hora! E será bem feito. Voar no escuro é coisa de morcego, não de bruxas bobas em seus veículos rústicos, e ainda por cima, sem radar!

As bruxas caíram em si e, esquecendo a briga, saíram chispando, agora na mesma direção.

Foram para o local do grande conclave, onde conseguiram aterrissar em cimíssima da última hora, tendo apenas de agüentar uma humilhante e rápida repreensão - só com o rabo em ponta de flecha - do Demônio Chifrudo, presidente do evento.

E a Convenção Internacional das Bruxas começou sem atraso, superagitada, cheia de som e de fúria, para show de rock nenhum botar defeito.

E terminou em... Mas não dá para relatar como terminou - porque nenhuma das participantes concordou em conceder entrevista a esta repórter especial, Anaitat Yknileb.

Conto de Tatiana Belinky, ilustrado por Odilon Moraes

 

Especial ERA UMA VEZ...

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias